Diretora de Mulher-Maravilha 1984 ainda lamenta lançamento na HBO Max

Diretora de Mulher-Maravilha 1984 ainda lamenta lançamento na HBO Max

Por Beatriz Vaccari | Editado por Jones Oliveira | 06 de Julho de 2021 às 12h10

Assim como outros lançamentos previstos para 2020, Mulher-Maravilha 1984 contou com imprevistos causados pela pandemia da COVID-19. Com o fechamento dos cinemas, a Warner Bros optou pela estreia direta e exclusiva na HBO Max, serviço de streaming da empresa; a decisão, no entanto, não agradou a diretora da sequência, Patty Jenkins, que defendeu a exibição teatral em algumas ocasiões.

(Imagem: Divulgação / Warner Bros.)

Em uma entrevista exclusiva ao The Hollywood Reporter, Jenkins voltou a falar do assunto seis meses após o lançamento de Mulher-Maravilha 1984. "Não sei o que teria feito de diferente porque sinto que, no final das contas, foi uma decisão comprometida com base em uma série de opções comprometidas. Não havia uma boa opção", revelou a diretora.

"Ao contrário de muitos filmes que estão sendo lançados agora, estávamos guardando um filme concluído há um tempo. A partir daí, vimos como cada filme voltava em cascata. O que enfrentamos foi um amontoado [de lançamentos]. Os cinemas literalmente pediram que fizéssemos [desse jeito]", comentou a cineasta durante a entrevista. "Estou triste por não ter tido uma exibição teatral de verdade. Espero que um dia isso aconteça. Muda completamente a forma como as pessoas veem, mas o que você vai fazer? Aconteceu. Muitas pessoas viram coisas terríveis acontecerem durante a pandemia, e nós fomos uma das perdas".

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

(Imagem: Divulgação / Warner Bros.)

Mulher-Maravilha 1984 foi o primeiro lançamento exclusivo da HBO Max e chegou em altíssima qualidade aos fãs da super-heroína, sendo o primeiro filme do streaming em 4K HDR. A sequência foi disponibilizada no Natal de 2020, decisão que Jenkins viu com bons olhos por ser praticamente um "presente" ao público, como um meio de escapismo após um ano difícil e comprometido pelo coronavírus.

Outros projetos

Neste momento, Patty Jenkins trabalha no roteiro do próximo filme Star Wars. A novidade foi anunciada durante o Disney Investor Day, no ano passado. O longa será focado no Rogue Squadron, o mesmo grupo criado por Luke Skywalker na Aliança Rebelde em O Império Contra-Ataca, acompanhando os pilotos de caça da galáxia. Os detalhes são escassos, mas sabe-se que este será o próximo filme da franquia a chegar nos cinemas, no final de 2023.

(Imagem: Divulgação / Lucasfilm)

"É uma grande responsabilidade e uma oportunidade para realmente começar algumas coisas novas", comentou a cineasta ao THR.

"Não posso te dizer como isso [ter outros trabalhos] é um alívio. Eu estava tão exausta depois da Mulher-Maravilha 1984, não consigo acreditar no alívio que é voltar e fazer outro [projeto]. Isso é o que tem sido tão surreal. Havia algo tão estranho na pandemia com tudo inativo. [...] Considerando que tudo o que fizemos durante esta pandemia foi tão confuso e incomum. Estou tão animada para trabalhar e fazer um filme. Parece um abraço caloroso em vez de uma tarefa opressora. Essa é uma surpresa deliciosa."

Mulher-Maravilha 1984, bem como seu antecessor, estão disponíveis na HBO Max, que chegou ao Brasil em junho. O streaming reúne todas as produções da DC Comics para a Warner Bros, incluindo o Snyder Cut entre outros sucessos do Universo Extendido da DC (DCEU, na sigla em inglês).

Fonte: THR

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.