Publicidade

Crítica Você | 3ª temporada abraça o caos e aceita a insanidade de Joe e Love

Por| Editado por Jones Oliveira | 18 de Outubro de 2021 às 18h30

Link copiado!

Netflix
Netflix
Tudo sobre Netflix

Depois de quase dois anos de espera, finalmente chegou à Netflix a tão aguardada 3ª temporada de Você, produção original da plataforma de streaming. Também conhecida pelo título em inglês, You, a série acompanha a vida de Joe, personagem interpretado por Penn Badgley, um assassino que "se apaixona" e fica obcecado por mulheres, disposto até mesmo a cometer os crimes mais brutais para que o relacionamento dê certo.

Nas duas primeiras temporadas, as obsessões fugiram do controle, e uma reviravolta ao final dos últimos episódios da segunda temporada mostrou que podem existir pessoas iguais a ele, ou ainda piores. A estreia, então, foca na nova vida de Joe ao lado de Love (Victoria Pedretti), que agora têm um filho juntos e tentam ter uma vida comum no subúrbio da cidade fictícia de Madre Linda, na Califórnia.

Continua após a publicidade

Atenção! Esta crítica contém spoilers da terceira temporada de Você!

Depois que descobrimos que Love não tem problema algum em matar pessoas, já era esperado que a nova temporada fosse repleta de caos. Logo no começo da mudança do casal para o subúrbio, parece que a nova obsessão de Joe, Natalie (Michaela McManus), será o foco de toda a temporada, mas as coisas fogem rápido do controle quando Love descobre o início da perseguição doentia do marido e a mata.

Mesmo morta, a personagem se torna o pontapé inicial para a sucessão de conflitos, romances, traições e muito sangue. É claro que o casal construiu uma nova jaula, que Love continua com a sua impulsividade doentia e que Joe fica obcecado pelas mulheres que cruzam o seu caminho, mas dessa vez nem todos os personagens que se envolvem com eles têm o mesmo destino. 

Continua após a publicidade
O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Se tem algo que You sabe fazer bem é criar situações que fogem do controle dos envolvidos, uma vez que grande parte das matanças da trama acontecem de forma impulsiva. O mesmo, portanto, também acontece na nova temporada, mas sem se repetir. Através da narração de Joe, fica perceptível que o personagem reluta em ser o que é, mas logo depois encontra justificativas para se convencer de que está certo.

Entre os pensamentos e ações criminosas da dupla, a trama tenta inserir um pouco de humor na história com Joe e Love se esforçando até demais para serem "normais", como fazendo terapia de casal. O mesmo é visto com os novos vizinhos, um mais insuportável e esquisito que o outro, que se tornaram personagens bastante caricatos, nos fazendo pensar que eles provavelmente darão motivos para serem mortos pelo casal.

Mais do que apresentar os conflitos de Love e Joe com outras pessoas, a série se dedica a nos mostrar a dificuldade enfrentada por ambos para fazer esse relacionamento dar certo, e que nem mesmo o nascimento do bebê conseguiu desvirtuar as atitudes insanas de cada um e a bizarra dinâmica entre eles. O próprio Joe diz, ao final da temporada, que eles se sentem atraídos um pelo outro não por qualquer sentimento de afeto, mas sim pela violência.

Continua após a publicidade

Ao final da temporada, nos despedimos de Love, mas Victoria Pedretti deixou a sua marca não só como a personagem que "atrapalhou" os planos de Joe, como também pela atuação impecável que, ao contrário de Penn, expõe sua insanidade também com pequenas atitudes passivo-agressivas e expressões faciais assustadoras.

A terceira temporada de You trouxe Love como um espelho de Joe, com um temendo ao outro e se enxergando mais como inimigos do que como parceiros, sabendo que apenas um deles sairia vivo. E foi o que aconteceu. Os novos episódios parecem ter sido uma pausa na vida de Joe, que agora deve retornar sozinho, como sempre foi, na sua busca por Marienne (Tati Gabrielle), a nova obsessão que ainda não teve um fim.

As três temporadas de Você estão disponíveis na Netflix.