Crítica The Umbrella Academy | Temporada 3 é mais poderosa, trágica e familiar

Crítica The Umbrella Academy | Temporada 3 é mais poderosa, trágica e familiar

Por Natalie Rosa | Editado por Jones Oliveira | 23 de Junho de 2022 às 10h30
Netflix

A terceira temporada de The Umbrella Academy acaba de estrear na Netflix, trazendo de volta nossos heróis imperfeitos preferidos e nos apresentando a outra família: a Sparrow Academy.

Após conseguir salvar o mundo mais uma vez, o grupo de irmãos acabou viajando para outra realidade e se deparando com outra versão deles mesmos, o que pode ser preocupante para seus destinos. A nova temporada conta com 10 episódios que mostram como mais esse problema será resolvido — ou não.

A nova temporada de The Umbrella Academy foca em desenvolver os personagens (Imagem: Divulgação/Netflix)

Atenção: esta matéria contém spoilers da terceira temporada de The Umbrella Academy!

Mais familiar

Uma das maiores expectativas para a estreia da terceira temporada de The Umbrella Academy era para conhecer a Sparrow Academy. Os teasers e apresentações dos novos personagens indicavam para momentos mais leves e descontraídos na trama, mas o resultado foi justamente o contrário.

Ainda que o primeiro episódio tenha começado bem, com uma cena musical divertida e um embate que parecia que iria acabar logo, a relação entre os dois grupos de irmãos foi bastante sombria. A família Sparrow não aceitou bem a presença da Umbrella e não foi nada tranquilo a tentativa de junção de ambos para, mais uma vez, salvar o universo.

Enquanto o mundo literalmente está se desintegrando lá fora, a Sparrow e a Umbrella Academy tentam resolver seus problemas pessoais e familiares, entendendo quem eles são e quem, na verdade, é seu pai, Reginald Hargreeves. Enquanto para uns esses confrontos acabam em morte trágica, para outros resultam em descobertas, como a transição de Vanya (Elliot Page) para Viktor.

A Sparrow Academy não aceitou bem a aparição da outra família (Imagem: Divulgação/Netflix)

Mas como nem tudo é paz nessa temporada, o personagem bate de frente com a irmã, Allison (Emmy Raver-Lampman), que está sofrendo de luto pela agora não existência do marido e da filha. Os dois performam os diálogos mais intensos da temporada, junto a Luther (Tom Hopper), que se sente amado de verdade por uma mulher pela primeira vez na vida, e ela tinha que ser justamente da família rival.

Mais trágica

Em paralelo às relações profundas entre irmãos, parece que o mundo não poderá ser salvo dessa vez, o que deixa a temporada em um clima de luto. Nada disso é um ponto negativo, claro, pois séries como The Umbrella Academy são interessantes justamente por trazer personagens e uma história curiosa em meio ao caos.

As verdades sobre a infância dos irmãos, a identidade de Reginald e o que é o Hotel Obsidian, o grande inimigo da Umbrella Academy. O lugar concentra a maior parte dos momentos perigosos da série, sendo o cenário das maiores desgraças também.

Reginald mostra quem ele realmente era (Imagem: Divulgação/Netflix)

Mais poderosa

A terceira temporada de The Umbrella Academy está mais poderosa, e não só pelos poderes que cada um dos heróis tem, aliados com a Sparrow Academy. Nos novos episódios, a série traz uma história mais intensa, sombria e reflexiva, talvez para ser mais levada a sério para quem ainda não a leva. Assim, até ignoramos alguns detalhes que ficaram em abertos no final, já que muita coisa aconteceu muito rápido, e que precisarão ser explicados melhor na próxima temporada.

A história de Gabriel Bá e Gerard Way mais uma vez acerta em trazer uma temporada empolgante, com personagens divertidos e que adoramos amar e odiar, sendo uma história de super-heróis única e que merece ser apreciada não só por quem é fã de quadrinhos.

Você já pode assistir à terceira temporada completa de The Umbrella Academy na Netflix.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.