Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Anéis de Poder | Quem é Celebrimbor e qual sua importância em Senhor dos Anéis?

Por| Editado por Jones Oliveira | 06 de Setembro de 2022 às 22h00

Link copiado!

Amazon Prime Video
Amazon Prime Video
Tudo sobre Amazon

Os primeiros episódios de O Senhor dos Anéis: Os Anéis de Poder trouxeram logo de início alguns nomes já conhecidos pelos fãs. Para quem conheceu a saga pelos filmes, a série trouxe de volta Galadriel (Morfydd Clark) e Elrond (Robert Aramayo) como figuras centrais da nova trama, mas também apresentou alguns novos rostos — alguns inéditos e outros que vão ser muito importantes para construir a história que a gente já conhece.

É o caso de Celebrimbor (Charles Edwards), o elfo artífice a quem Elrond é apresentado já no capítulo de estreia. E fica claro logo de início que essa parceria entre os dois vai ser importante não só para a série em si, mas para todo o universo de O Senhor dos Anéis. Afinal, como ele próprio apresenta, seu objetivo é criar algo que seja memorável — e nem ele vai ter ideia do quanto isso vai ser verdadeiro.

Assim, se você ficou suspeitando que há algo mais por trás da história desse elfo misterioso, acertou. Ele é alguém tão importante para esse universo que é citado nos livros e deu a cara até em alguns dos videogames inspirados na saga. E, acredite, ele vai ser fundamental para o que a série ainda vai apresentar.

Continua após a publicidade

Quem é Celebrimbor

Quem conhece a obra de Tolkien matou a charada na hora: Celebrimbor é ninguém menos do que o criador dos Anéis de Poder, o elfo que encabeça o projeto e que trabalha ao lado de Sauron para criar as tão famosas joias e que, no fim, acaba traído pelo Senhor das Trevas com o um Anel.

A sua presença no seriado era mais do que esperada, já que a premissa é justamente mostrar como o Um Anel e todos os demais artefatos foram criados para levar a Terra-Média ao estado que conhecemos dos filmes. Assim, apresentar o elfo e expor como sua ambição de se tornar um artífice lendário o levou a criar a danação do mundo era mais do que necessário.

O personagem é mencionado pela primeira vez nos apêndices de O Senhor dos Anéis e foi, mais tarde, desenvolvido em O Silmarillion. Ele faz parte dos elfos que deixaram Valinor para se vingar de Morgoth e que, desde então, estabeleceu morada em Eregion, o reino dos ferreiros élficos

Dentro dessa mitologia de Tolkien, Celebrimbor é neto de Fëanor, o elfo que criou as Silmarils, as joias que continham a essência das Árvores de Valinor e que foram roubadas por Morgoth. Isso é citado já no segundo episódio, quando é mostrado que ele ainda guarda o martelo de seu avô e como esse histórico familiar é algo que o assombra.

Isso porque ele carrega esse orgulho e ambição de querer fazer algo tão grandioso e emblemático quanto as Silmarils — e, de certo modo, ele vai conseguir.

Continua após a publicidade

O que acontece com Celebrimbor

Ok, vamos entrar na área de spoilers. Assim, se você não leu os livros e quer saber o destino desse elfo somente pelo que Os Anéis de Poder vai apresentar, é melhor parar por aqui e retornar só no fim da temporada.

Até porque a gente já sabe que Celebrimbor vai realmente passar por poucas e boas ao longo dos próximos episódios. Como dito, ele vai ser enganado por Sauron para forjar os anéis e vai ser essa jornada que vamos acompanhar.

Continua após a publicidade

E as primeiras pistas de como isso vai acontecer já foram dadas. No segundo episódio da série, o elfo explica a Elrond que quer construir algo grandioso e memorável e até já planejou uma fornalha para isso. Assim, é apenas uma questão de tempo até alguém se aproveitar dessa ambição cega em proveito próprio.

Isso acontece com a chegada de Annatar, um elfo que chega a Eregion dizendo ter sido enviado pelos deuses com um conhecimento secreto para construir joias que vão maravilhar este novo mundo. Encantado com a possibilidade de criar algo ao nível das Silmarils, Celebrimbor aceita a ajuda e inicia essa empreitada.

A grande questão é que Annatar é ninguém menos do que o próprio Sauron disfarçado. Como vimos, o Senhor das Trevas está desaparecido da Terra-Média desde a Guerra da Ira e muitos elfos acreditam que ele morreu junto com o exército de Morgoth. Assim, ele se aproveita disso para ganhar a confiança de todos e seguir com seus planos.

Continua após a publicidade

Com isso, Celebrimbor passa a forjar os anéis para os grandes senhores da Terra-Média. Originalmente, seriam sete para os anãos e outros nove para os humanos. O problema é que, sem o elfo saber, Sauron corrompe as joias com sua influência profana, o que vai resultar você sabe bem no quê.

Ao mesmo tempo, a ambição do próprio Celebrimbor faz com que ele engane Sauron sem saber. Às escondidas, ele cria mais três anéis que serão dados para os elfos — os mais belos e poderosos entre todos os Anéis de Poder.

Assim, quando o Senhor das Trevas forja o Um Anel para dominar todos os demais, ele não consegue conquistar os elfos. Com isso, a raça de orelha pontuda descobre que o vilão retornou e que conseguiu corromper os demais povos, dando início a uma grande guerra.

Continua após a publicidade

Nesse conflito, Sauron ataca Eregion para tentar conquistar os anéis élficos. Sem sucesso, captura Celebrimbor e o tortura na tentativa de descobrir onde as joias estão. O velho elfo morre sem revelar seu paradeiro e o vilão passa a usar seu corpo como um estandarte de suas tropas no campo de batalha.

O retorno do elfo

Embora os livros tratem esse como o fim de Celebrimbor, outras mídias deram um jeito de trazer o elfo de volta. Na série de jogos Terra-Média: Sombras de Mordor e Sombras da Guerra, o elfo retorna como um espírito que ajuda um guerreiro humano a lutar contra as hordas de Sauron já no início da Terceira Era — ou seja, muitos séculos depois do que o seriado apresenta.

Continua após a publicidade

Nos games, é explicado que o seu espírito não pôde ir para as Terras Imortais — o além do mundo de Tolkien — por ter sido corrompido pelo Um Anel e que, por isso, sua alma foi amaldiçoada a permanecer na Terra-Média para sempre.

É o tipo de coisa que os fãs não consideram como canônico, mas que é uma forma interessante e até curiosa de ver um personagem tão marcante para todo o universo de O Senhor dos Anéis sendo representado.