Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Albert DeSalvo | Conheça a história do Estrangulador de Boston

Por| Editado por Jones Oliveira | 15 de Março de 2023 às 21h30

Link copiado!

Reprodução/Public Domain
Reprodução/Public Domain

No mês de março, o Star+ lança com exclusividade o filme O Estrangulador de Boston, um suspense baseado na história real de um dos maiores assassinos em séries dos Estados Unidos: Albert DeSalvo. Interpretado na trama por David Dastmalchian (O Esquadrão Suicida), DeSalvo foi responsável por estrangular várias mulheres de idades variadas. Seu modus operandi era matar as vítimas e depois usar a meia calça delas para fazer um laço no pescoço, como se as estivesse embrulhando para presente.

Com uma trama um tanto quanto mórbida, o filme foca tanto no assassino quanto nas jornalistas Loretta McLaughlin e Jean Cole, que, juntas, investigaram os crimes e conseguiram dar nomes aos criminosos.

Continua após a publicidade

Mas, afinal, por que DeSalvo matava mulheres? Chegou a hora de descobrir a verdadeira história do Estrangulador de Boston.

Quem foi Albert DeSalvo?

Nascido em 3 de setembro de 1931, em Massachusetts, DeSalvo era filho de uma família com mais cinco irmãos. Seu pai era um homem abusivo e violento que batia na mãe, o que provavelmente contribuiu para seu comportamento estranho.

Ele cresceu como um delinquente sexualmente pertubado e foi responsável por uma série de pequenos crimes. Aos 12 anos já tinha ficha na polícia por roubo e agressão, o que o fez passar um ano em um reformatório. Dois anos após ter sido liberado, voltou, desta vez acusado de roubo de carro.

Obsessão pelos crimes

Em 1956, DeSalvo já tinha sido preso mais duas vezes e chegou a confessar agressão a mulheres e ser o Measuring Man, um criminoso famoso na época por se fingir ser estilista e usar disso para molestar mulheres.

Continua após a publicidade

Acontece que sua confissão não foi convicente e ele foi acusado apenas pelas agressões físicas. Isso mostra que Albert tinha obsessão pelos crimes, assumindo, inclusive, delitos que não eram de sua autoria.

Pouco tempo depois, em 1964, ele foi internado em um hospital psiquiátrico e condenado por estupro. Durante seu julgamento, DeSalvo assumiu ser o Homem Verde, um criminoso que usava roupas verdes para atacar sexualmente mulheres.

Após sair do hospital, ele foi detido novamente depois de ter sido reconhecido por uma mulher que havia tentado atacar. Foi nessa oportunidade que ele assumiu ser o Estrangulador de Boston, maníaco sexual que matava mulheres usando a meia-calça das próprias vítimas.

Continua após a publicidade

Tais vítimas tinham idades variadas, entre 19 e 85 anos, moravam sozinhas e geralmente abriam a porta para o criminoso, uma vez que não foram encontrados sinais de arrombamento em nenhuma das casas.

Depois que DeSalvo se tornou um dos principais suspeitos de ser o famoso estrangulador, várias mulheres contaram à polícia que haviam sido abordadas por ele.

DeSalvo era realmente o Estrangulador de Boston?

Continua após a publicidade

Na cadeia, Albert foi acusado por seu colega de cela, George Nassar, de ser o maníaco estrangulador, mas posteriormente foi descoberto que os dois haviam feito um acordo para que a esposa de DeSalvo recebesse parte do dinheiro que ele iria ganhar vendendo sua história para um jornalista.

Sendo assim, nunca ficou, de fato, provado que ele era o Estrangulador de Boston, e ele nunca foi condenado por esses ataques, mas acabou sendo julgado pelos supostos crimes do Homem Verde.

Condenado à prisão perpétua em 1967, ele morreu assassinado na cadeia de Walpole em 1973. Os autores da sua morte nunca foram reconhecidos.

Continua após a publicidade

Em 2023, a história de Albert DeSalvo será contada pelo filme O Estrangulador de Boston, que estreia dia 17 de março no Star+.