Mais de 78% das empresas vão exigir vacinação contra a covid-19, diz estudo

Mais de 78% das empresas vão exigir vacinação contra a covid-19, diz estudo

Por Roseli Andrion | Editado por Claudio Yuge | 13 de Setembro de 2021 às 21h00
Foto: National Cancer Institute (Unsplash)

Uma pesquisa com 398 empresas aponta que mais de 78% (310) delas pretendem implementar uma política de contratação que exija comprovação de vacinação até o fim do ano. O levantamento foi feito pela Heach Recursos Humanos entre 18 de agosto e 3 de setembro de 2021 para observar o impacto da vacinação nos processos de contratação.

Outras 41 empresas informam que ainda estão analisando o cenário para decidir se farão essa exigência. Por outro lado, 47 empresas, ou seja, 12,4% dos entrevistados, não pretendem ter políticas relacionadas à solicitação desse tipo comprovante nos processos de contratação atuais ou futuros. Os resultados mostram que a maioria das empresas não quer colocar em risco o ambiente de trabalho.

Imagem: Reprodução/Envato/FabrikaPhoto

Elcio Paulo Teixeira, CEO da Heach Recursos Humanos, aponta que há uma tendência crescente de solicitação da comprovação de vacina. "Possivelmente, essa ideia surgiu dos pré-requisitos já existentes para visitar alguns países e locais públicos e se encaixou muito bem no ambiente profissional", avalia.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Uso de máscaras

A pesquisa aponta, ainda, que 80,1% das empresas manterão o uso obrigatório de máscaras até o fim da pandemia, mesmo que todos os colaboradores estejam vacinados. Outras 9% pretendem tornar o uso flexível para as áreas que tiverem 100% dos colaboradores imunizados. As demais participantes da pesquisa (43 empresas) ainda não avaliaram o tema ou estão decidindo as políticas de biossegurança a serem implementadas após a vacinação.

Para Teixeira, o avanço na conscientização das empresas é fruto de pesquisas e mais informações sobre o novo coronavírus (SARS-CoV-2). "Os resultados são animadores, pois mostram que as empresas buscam soluções com base científica e com o princípio de proteger a coletividade, dentro e fora do ambiente de trabalho."

Imagem: Reprodução/Pexels/August de Richelieu

O executivo destaca que é fundamental oferecer informações claras que ajudem no processo de decisão sobre se vacinar ou não. “A tendência, no entanto, é que cada vez mais as pessoas não imunizadas tenham menos espaço no mercado de trabalho, até que a pandemia termine."

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.