Phoneblock, o celular com 'design de Lego' que permite troca de componentes

Por Redação | 13.09.2013 às 11:51 - atualizado em 13.09.2013 às 12:13

Com um design de "Lego", que você pode montar e desmontar como quiser, o projeto Phoneblock tem a proposta de evitar desperdício e geração de lixo eletrônico. A ideia é do designer holandês Dave Hakkens, que atraiu mais de 50 mil apoiadores na plataforma social Thunderclap. No conceito apresentado por Hakkens, seria possível substituir recursos importantes de um smartphone, como processador, antena e bateria. Dessa forma, seria possível personalizar ou atualizar o seu aparelho sem a necessidade de adquirir um novo para isso. Seria algo como um computador tradicional, em que você pode ter acesso completo a todas as peças.

Com mais de 4 milhões de visualizações no Youtube em pouco mais de dois dias, o vídeo do projeto de Hackkens parece ser bem visto por ativistas da sustentabilidade, bem como por consumidores geeks, que gostam da ideia de ter fácil controle sobre os recursos internos de um celular – visto que a notícia foi repercutida em grandes sites desses dois segmentos.

Por exemplo, quem é fã de fotografia poderia fazer um upgrade na câmera do aparelho, ou quem precisa de uma bateria mais duradoura poderia adquirir uma com mais mAh. O site do projeto chegou a sair do ar devido à sobrecarga de acessos simultâneos. Os blocos do aparelho são ligados por condutores elétricos e, por isso, podem ser trocados a qualquer momento.

"Dispositivos eletrônicos não são feitos para durar", afirmam os criadores do Phoneblock. "Com isso, eletrônicos tornam-se um dos setores com maior desperdício. E o celular é uma das principais causas".Os organizadores do projeto pedem o apoio dos simpatizantes do conceito. Eles dizem que quanto mais pessoas divulgarem, maiores são as chances da proposta sair do papel.

No entanto, apesar de abrir possibilidades para diversas fabricantes, o mercado de smartphones pode não comprar essa ideia. O modelo de lançar aparelhos novos a cada ano tem gerado muito lucro para gigantes como Apple e Samsung. Mas é inegável que isso traria benefícios tanto para o meio ambiente, quanto para os consumidores.

Projeto Phoneblock