Quase 5 mil criptomoedas foram lançadas em um ano

Quase 5 mil criptomoedas foram lançadas em um ano

Por Roseli Andrion | Editado por Claudio Yuge | 24 de Setembro de 2021 às 13h20

Cada vez mais, dinheiro é investido em criptomoedas. Conforme o mercado amadurece, elas se tornam mais populares. Ao mesmo tempo, novas moedas virtuais têm sido lançadas para aproveitar o momento de interesse.

Dados do Crypto Parrot, um simulador de conversão de criptos, entre setembro de 2020 e setembro de 2021, 4.908 criptomoedas novas foram apresentadas ao mercado. Agora, o número total é de 12.046. Em relação a setembro do ano passado, o crescimento foi de 68,75%.

Os números são impressionantes, já que, há uma década, só existia o Bitcoin. As novas moedas digitais buscam impulsionar setores como finanças, pagamentos, aprendizado de máquina, arte e outros.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Imagem: Reprodução/Unsplash/Stanislaw Zarychta

Em setembro de 2020, enquanto a economia entrava em declínio e o mercado de ações tinha uma baixa histórica, as criptomoedas se mantiveram resilientes. É como se elas fossem um amortecedor contra a crise econômica. De forma cíclica, isso inspirou a criação de novas moedas.

O setor já tem valor de mercado cumulativo de cerca de US$ 2 trilhões. Com o apoio de investidores institucionais, a popularidade dos ativos disparou. As criptomoedas utilitárias, como a Ethereum, que se desenvolvem como infraestrutura, permitem que outras criptos sejam criadas em suas redes.

A criação de moedas virtuais teve aumento significativo em 2017 em meio ao frenesi causado pela oferta inicial delas. Nos últimos 12 meses, esse ambiente foi replicado com o crescimento das finanças descentralizadas (Decentralized Finance – DeFi).

Como os projetos de DeFi buscam unir as criptomoedas com as finanças tradicionais, as novas plataformas já vêm com tokens nativos. Isso faz a maioria dos projetos de DeFi utilizarem criptos utilitárias para lançar suas moedas.

Golpes com criptos

Imagem: Reprodução/Elements/bernardbodo

Vale ressaltar que algumas das novas moedas digitais não vêm para contribuir para o setor. Com o cenário regulatório global pouco claro, alguns dos projetos são tentativas de golpe que buscam se beneficiar do contexto.

A maioria das moedas virtuais é lançada com muita celebração, mas depois são evitadas por investidores e pelo público. Poucas sobrevivem, especialmente as voltadas a adoção massiva e casos de uso notáveis. Em outras palavras, nem sempre a criação de uma criptomoeda é sinônimo de sucesso: desde maio deste ano, mais de 2 mil moedas digitais fracassaram.

Fonte: Crypto Parrot

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.