Facebook proíbe anúncios relacionados a criptomoedas em ação radical

Por Redação | 31 de Janeiro de 2018 às 07h46
público
Tudo sobre

Facebook

Para não promover o que o Facebook anda chamando de "produtos e serviços financeiros frequentemente associados a práticas promocionais enganosas", absolutamente nenhum anúncio relacionado a criptomoedas será permitido nos anúncios da empresa de Mark Zuckerberg. Nem mesmo os anunciantes legítimos, com negócios legalizados e atendendo a todas as normas, poderão exibir seus produtos e serviços através da publicidade da rede social.

E a medida vale não é apenas para Facebook, mas também todos os outros lugares onde a empresa vende seus anúncios, como o Instagram e a Audience Network.

Entretanto, a equipe da rede social entende que a ação é radical e explica que não é o objetivo deles que os anúncios fiquem permanentemente proibidos. A decisão é paliativa, enquanto não descobrem uma forma menos severa de separar o que é joio e o que é trigo: "Esta política é intencionalmente ampla enquanto trabalhamos para melhor detectar práticas de publicidade enganosa", escreveu Rob Leathern, um dos diretores de tecnologia de anúncios do Facebook.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A notícia vem poucos dias após um grande escândalo sobre anúncios que eram veiculados no YouTube e utilizavam o potencial das máquinas dos usuários da plataforma de vídeos para minerar as criptomoedas Monero.

Fonte: Re/Code

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.