Vai faltar PlayStation 5 nas lojas neste primeiro ano; entenda o motivo

Por Felipe Ribeiro | 16 de Abril de 2020 às 11h52
Reprodução
Tudo sobre

Saiba tudo sobre PlayStation 5

Ficha técnica

Diante da crise causada pela pandemia do novo coronavírus, a Sony pode - e deve - alterar um pouco a programação para o lançamento do PlayStation 5. Segundo fontes internas ouvidas pela Bloomberg, os japoneses trabalham com a possibilidade de limitar a produção do novo console devido à menor demanda e aos custos dos componentes. Além disso, o alto preço do novo aparelho também é uma preocupação, já que, com a desaceleração da economia e as dificuldades da empresa, ficará mais difícil de realizar promoções.

Ainda de acordo com a fonte da Bloomberg, a Sony planeja produzir de cinco a seis milhões de unidades do PlayStation 5 até o final do ano fiscal, que se encerra em março de 2021. Esse número surgiu não pela capacidade da empresa de produzir os aparelhos, mas sim pelas questões mercadológicas que foram impostas pela COVID-19. Estima-se que o console chegue às lojas custando entre US$ 500 e US$ 550.

A reportagem da Bloomberg afirma que os fornecedores começaram a entregar os componentes às montadoras do console agora e a produção em massa deve começar em junho. De acordo as fontes, as restrições impostas pela COVID-19 atrasaram esse processo e impediram que os engenheiros da Sony fossem para a China para acelerar a resolução de alguns detalhes para o início dos trabalhos de montagem.

Estratégia também muda

Fontes internas dizem que a Sony modificou sua estratégia quanto aos serviços. Com a menor quantidade de PS5 nas lojas, a gigante japonesa continuará a utilizar o PlayStation 4 para atrair mais usuários para seus produtos de assinatura, a PlayStation Plus e o PlayStation Now.

O DualSense, controle do PS5/ Imagem: Sony

Mesmo diante deste cenário caótico, a Sony não deve adiar o lançamento do seu principal produto em 2020. Isso porque a Microsoft também não dá nenhuma pinta de que deve fazer o mesmo com o Xbox Series X, uma vez que a gigante de Redmond está com o trabalho de comunicação muito mais adiantado para o seu console, inclusive fazendo com que a Sony recebesse diversas críticas neste sentido.

Para efeito de comparação, a Sony mostrou o controle do PS5, o DualSense, apenas na semana passada, enquanto a Microsoft já revelou não apenas o controle, mas também o console e alguns games que devem estar disponíveis logo no lançamento.

Fonte: Bloomberg

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.