Após polêmica, Sony esclarece recurso de gravação de voz no PS5

Por André Lourenti Magalhães | 17 de Outubro de 2020 às 16h00
Reprodução/Sony

A atualização 8.00 do sistema do PlayStation 4 gerou polêmica entre a comunidade por conta de um recurso que alertava sobre a possibilidade de gravar chamadas de voz para denúncias no PlayStation 5. Houve a interpretação de que o console poderia estar gravando a voz dos usuários, e a Sony precisou publicar uma explicação detalhada sobre o funcionamento do recurso.

Em uma publicação no blog do PlayStation assinada por Catherine Jensen, responsável pela divisão de Experiência Global do Consumidor da Sony, a empresa reforçou que a gravação das chamadas poderá ser feita apenas pelos usuários, com o objetivo de reportar comportamentos tóxicos na comunidade. No comunicado, reconheceu que a comunicação não foi feita com clareza nas notas do sistema 8.00 e pediu desculpas pelo ocorrido.

A Sony informou que o recurso "não irá monitorar ou ouvir ativamente suas conversas e está estritamente reservada para reportar abusos ou assédios online". A partir do lançamento do novo console, usuários de PS5 e PS4 poderão comunicar-se por voz, e foi necessário emitir um aviso na atualização do sistema do console atual.

No PlayStation 5, ao surgir a necessidade de denunciar comportamento indevido, jogadores poderão incluir um trecho de áudio da conversa com duração de até 40 segundos: 20 segundos para o assunto principal da denúncia e outros 10 antes e depois da seleção da conversa. Para a função, o sistema automaticamente grava os cinco minutos mais recentes do chat. A solicitação poderá ser enviada pelo próprio console para análise da equipe de Experiência do Consumidor.

Fonte: PlayStation Blog

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.