Nintendo Switch já vendeu mais que Nintendo 64 e GameCube juntos

Por Rafael Arbulu | 08 de Maio de 2020 às 12h51
nintendo
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Nintendo Switch

Ficha técnica

O Nintendo Switch, atual console da fabricante japonesa, é o terceiro aparelho mais vendido de todos os produtos de hardware já lançados pela companhia, atingindo a marca de 3,29 milhões de unidades comercializadas no primeiro trimestre de 2020, fechado em 31 de março. Isso corresponde a 33% de crescimento no varejo global, superando a soma das vendas dos icônicos Nintendo 64 e Nintendo GameCube, além de estar acima da média se comparado ao lendário Super Nintendo, de quem ainda segue atrás.

Falando em números absolutos, o Switch agora conta com 55,77 milhões de unidades vendidas, enquanto o N64 possui 32,93 milhões; e o GameCube, 21,74 milhões. Neste ritmo, salvo por algum acontecimento imprevisto de grande escala, o Switch também deve superar o NES — até hoje, o segundo console de mesa mais vendido na história da empresa: atualmente, o Switch está “apenas” 6,14 milhões de unidades atrás.

Nintendo Switch: console obteve amplo sucesso graças ao isolamento da COVID-19 e o lançamento de títulos de forte apelo público (Imagem: Divulgação/Nintendo)

Muito desse sucesso pode ser atribuído a atual pandemia da COVID-19, que forçou boa parte da população mundial a se isolar em casa, com governos locais estipulando práticas de quarentena enquanto a doença segue sem cura ou tratamento. No meio dessa situação adversa, as pessoas passaram a procurar por novas distrações e opções de entretenimento, justamente na época em que a Nintendo lançou o adorável Animal Crossing: New Horizons, que, segundo a firma de análise de mercado NPD Group, já atingiu a marca de 13 milhões de cópias vendidas em apenas seis semanas de lançamento. O número é ainda mais impressionante se considerarmos que, por ser um jogo exclusivo para o Switch, ele ainda superou pesos-pesados multiplataforma como Call of Duty: Modern Warfare e Final Fantasy VII Remake.

Mais além, outros títulos de destaque chegaram para o Switch no último ano fiscal, como por exemplo Pokémon Mystery Dungeon: Rescue Team DX e uma atualização para seu jogo “fitness” Ring Fit Adventure, que teve sua própria propulsão de vendas após a pandemia da COVID-19. Finalmente, a empresa adicionou novos clássicos para download por meio de sua plataforma Switch Online, que exige uma assinatura mensal para os downloads gratuitos dos jogos.

O sucesso da Nintendo com o Switch é tão grande que o console já havia superado os concorrentes PlayStation 4 e Xbox One, sendo que, no caso do PS4, o NPD estima 4 unidades vendidas para uma em favor da Nintendo.

Os mais vendidos da "Big N"

A Nintendo não é estranha a um alto volume de vendas, ainda que ocupe uma posição diferente na indústria global que seus principais concorrentes. Praticamente todos os jogos da empresa são exclusivos para suas próprias plataformas, o que em tese reduz a sua abrangência no mercado. Entretanto, o número de franquias consolidades detidas pela Nintendo contribui como um dos principais fatores de venda dos seus aparelhos. Tanto que, na história da companhia japonesa, os sete consoles mais vendidos são:

  1. Wii (101,63 milhões de unidades)
  2. NES (61,91 milhões de unidades)
  3. Switch (55,77 milhões de unidades)
  4. Super NES (49,10 milhões de unidades)
  5. Nintendo 64 (32,93 milhões de unidades)
  6. GameCube (21,74 milhões de unidades)
  7. Wii U (13,56 milhões de unidades)

Para o setor de consoles portáteis, a empresa vem se permitindo explorar outras plataformas — video o lançamento de Super Mario Run e Mario Kart Global para smartphones — mas segue majoritariamente exclusiva também, com os líderes de venda sendo:

  1. Nintendo DS (154,02 milhões de unidades)
  2. Game Boy Advance (81,51 milhões de unidades)
  3. Nintendo 3DS 75,71 milhões de unidades)
  4. Game Boy (69,42 milhões de unidades)
  5. Game Boy Color (49,27 milhões de unidades)

Sem sucessores agora, obrigado

O ano de 2020 será marcado, na indústria de jogos, pelo lançamento de novos consoles de mesa por parte da Microsoft e da Sony: ambas prometem uma nova geração de hardware para videogames até o final deste ano, quando começa a temporada de feriados natalinos e, consequentemente, uma impulsão de vendas no varejo. A Microsoft trará o Xbox Series X, enquanto a Sony fará a estreia do PlayStation 5.

Entretanto, a Nintendo analisou friamente os números e ritmo de venda do Switch e declarou: não pretende lançar um sucessor para o aparelho por enquanto. Durante uma conferência com investidores no Japão, o presidente e CEO da Nintendo, Shuntaro Furukawa, declarou de forma enfática: “Por favor, entendam que não pretendemos lançar um modelo novo do Nintendo Switch em 2020”. Segundo o executivo, a empresa dará preferência a criar novas formas de tornar o atual console ainda mais atraente para seu público.

O site taiwanês DigiTimes havia afirmado que, “segundo fontes”, a Nintendo lançaria um novo console a partir da metade de 2020, com a produção do aparelho começando no primeiro trimestre deste ano. Especulações davam conta que o novo modelo seria um “Switch Pro”, mas o chefão da Nintendo cuidou de botar os rumores para descanso. Vale citar, porém, que isso não significa que uma “versão Pro” do Switch (ou mesmo um novo console) não esteja nos planos da empresa, mas isso não deve rolar em 2020.

Fonte: Engadget (1) (2); Business Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Ofertas Nintendo Switch

  • Submarino
    Console Nintendo Switch 32gb Neon Blue Neon Red
    R$ 3.698,90
  • Amazon
    New Nintendo Switch Cinza
    R$ 4.049,00
  • Americanas
    New Nintendo Switch Cinza - Modelo Novo HAC-001 (-01)
    R$ 4.050,00