Microsoft deve usar hardware do Xbox Series X em seu streaming de jogos xCloud

Por Wagner Wakka | 18 de Junho de 2020 às 23h00
Microsoft
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Xbox Series X

Ficha técnica

A Microsoft já está testando o xCloud, seu serviço de jogos por streaming, o qual deve chegar ao mercado ainda no final do ano. A plataforma conta com servidores em nuvem superpotentes que fazem o processamento dos games. Contudo, tais aparelhos remotos podem passar a ter hardware do Xbox Series X.

O site The Verge disse ter conversado com pessoas de dentro da Microsoft e próximas ao projeto xCloud que afirmaram que a empresa tem planos de atualizar o serviço e usar hardware do Xbox Series X para rodar os games em nuvem. Os planos, segundo a reportagem, seriam, de uma atualização já em 2021.

O xCloud funciona por streaming. Assim, um usuário não precisa ter efetivamente o console para jogar, mas somente uma boa conexão de internet para isso. Então, o processamento aconteceria em computadores remotos e o jogador poderia acessar os games pelo PC, smartphone ou até mesmo pelo Xbox Series X.

A atualização dos servidores deve ser relativa a dois fatores, de acordo com o The Verge. O primeiro é que o xCloud deve funcionar junto com o Game Pass, serviço de assinatura de jogos da Microsoft ainda no final do ano. Isso pode aumentar muito a demanda dos servidores e exigir que rodem games mais recentes (todos os lançamentos exclusivos do Xbox One chegam também ao Game Pass).

Outro motivo seria já preparar o terreno para que o xCloud seja compatível com o Xbox Series X e rode com qualidade semelhante a do novo console. Segundo o The Verge, o novo console tem um encoder de vídeo seis vezes mais rápido que o atual dos hardwares usados nos servidores do xCloud.

A reportagem também aponta que a Microsoft está com dificuldades com o serviço em smartphones. No começo do ano, ela começou a testa o xCloud no iOS, mas enfrenta restrições da App Store.

Ainda não há uma data específica de lançamento para o xCloud abertamente para o público final, nem em quais países o serviço seria liberado. O Google tem um serviço semelhante, o Stadia, o qual não chegou ainda ao Brasil, embora o país tenha infraestrutura suficiente para receber jogos por streaming.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.