Xbox Series X | Tudo que sabemos sobre o poderoso sucessor do Xbox One

Por Felipe Ribeiro | 10 de Dezembro de 2019 às 12h54
Captura/YouTube
Tudo sobre

Saiba tudo sobre Xbox One X

Ficha técnica

A Microsoft tratou de deixar a cerimônia do The Game Awards sob seus pés com o anúncio oficial do nome do sucessor do Xbox One: o Xbox Series X. O poderoso console foi mostrado pela primeira vez durante o evento na noite desta última quinta-feira (12), e deixou o público atônito com a demonstração do game Hellblade 2: Senua’s Saga, o que acabou comprovando, pelo menos de maneira superficial, todas as especificações vazadas e especuladas nos últimos meses.

Vamos embarcar no trem do hype e ver o que já sabemos sobre o sucessor do Xbox One.

Prazer, Series X

O Xbox Series X é o que antes era chamado de Anaconda, ou seja, a versão mais potente do Project Scarlett - a outra, mais simples, era chamada de Lockhart. O primeiro, que foi justamente o mostrado na noite de quinta, deve ser o verdadeiro monstro que esperamos, com especificações brutais e todas as features possíveis. A dica para isso foi justamente a caixa do console, que tem uma entrada para discos. Já o segundo terá um perfil mais acessível, que deve oferecer uma experiência com foco em jogos puramente digitais e com capacidade gráfica mais limitada.

No vídeo de revelação, que foi divulgado durante a E3 2019, Kareem Choudhry, um dos principais nomes em arquitetura de nuvem na divisão Xbox, disse que o Scarlett poderia "comer monstros no café da manhã". De acordo com fontes, a versão Anaconda (hoje Xbox Series X) terá como meta a marca de 12 teraflops de poder gráfico, o dobro do que temos hoje no Xbox One X, o console mais poderoso do momento. Já a variante Lockhart deve entregar cerca de 4 teraflops, que seriam suficientes para executar bem os jogos novos, mas com um desempenho inferior ao seu irmão mais forte.

É importante notar, no entanto, que a quantidade de teraflops não será o único parâmetro para determinar a qualidade da jogatina na nova geração. A própria Microsoft já disse que o uso do Ray Tracing fará da variante Lockhart um produto mais poderoso do que o Xbox One X, mesmo com menos teraflops.

Sobre o nome do console, propriamente, Phil Spencer já havia adiantado em outras oportunidades que ele seria batizado de acordo com suas funções. Se pensarmos que a estrutura da caixa lembra muito a de um PC, é possível sugerir que teremos ou outro "series", talvez com mais cara de console do que de desktop. Tal qual vimos com o Xbox One X, a letra X deve mesmo significar poder para a Microsoft.

Novo controle

Durante os vídeos de demonstração do console e nas imagens promocionais, é possível ver como é o novo controle do Xbox Series X. O periférico é considerado por muitos o melhor desde os antecessores Xbox 360 e Xbox One e por isso, talvez, seja tão parecido com eles versão atualizada.

Imagem: Divulgação/ Microsoft

O controle tem curvas menos acentuadas para ajudar na acessibilidade, o que deve ajudar pessoas com mãos de diferentes formatos. Além disso, a nova versão traz o botão de compartilhamento de fotos e vídeos, o que pode tornar a vida do usuário mais fácil.

Mudaram, também, os botões LB e RB, que ficam nos ombros do aparelho e os gatilhos foram redesenhados, ganhando uma textura mais acentuada. O D-Pad, muito criticado por usuários, ganhou o formato que vimos no controle Xbox Elite 2.

Vem, monstro

De acordo com rumores e vazamentos recentes, tanto o Lockhart (que ainda terá seu nome oficial divulgado) quanto o Xbox Series X terão CPU com oito núcleos e 3,5 GHz de clock, com o segundo demonstrando um desempenho um pouco melhor do que o Lockhart neste aspecto também. Pode parecer pouca diferença com relação aos consoles antecessores, mas essa velocidade de clock apresentará melhorias no cache devido a uma nova arquitetura e outras otimizações. A expectativa é de que o Series X, por exemplo, seja de quatro a cinco vezes mais rápido do que o Xbox One X.

Quando vamos para a memória RAM, a coisa fica ainda melhor. Informações dão conta de que o Xbox Anaconda terá 16 GB disponíveis, sendo 13 GB para jogos e 3 GB para o sistema. Para efeito de comparação, o Xbox One X oferece 9 GB para os games. No vídeo da E3, porém, a Microsoft disse que poderia utilizar o SSD para lançar uma RAM virtual, caso necessário.

E por falar em SSD...

Os SSDs serão realidade na próxima geração e com o Lockhart e o Series X não será diferente. Com a chegada dessa tecnologia aos consoles, o tempo de carregamento, algo que ainda incomoda, será reduzido a quase zero. Além disso, não nos esqueçamos que junto com essa nova geração de consoles teremos o Project XCloud, que dará aos jogadores a possibilidade de jogar todos os games do novo Xbox via streaming.

Mas e os jogos? E os exclusivos

Quem é usuário de Xbox One e tem o console da Microsoft como o seu favorito sabe muito bem que essa infame pergunta irrita. Parte por maldade, parte por verdade. Bem, ao que tudo indica, o vindouro Xbox Series X não será monstruoso apenas em suas especificações técnicas, também terá ao seu dispor um line up com exclusivos de respeito.

Na apresentação The Game Awards, pudemos ter uma noção do poderio gráfico do console com o trailer in engine de Hellblade 2: Senua’s Saga. Ao que tudo indica, o game da Ninja Theory, que será exclusivo da Microsoft, será um dos títulos de lançamento do Series X juntamente com Halo: Infinite, outro exclusivo que ganhou trailer cinemático na E3 2019.

Um console, quatro gerações

A apresentação de quinta também confirmou que a retrocompatibilidade, um dos recursos mais comemorados da atual geração de consoles, seguirá com os novos Xbox desde o lançamento, contemplando os três modelos anteriores. Além disso, tal qual já vimos no Xbox One X, que melhorou o desempenho de games que não possuíam travamento de desempenho, os novos videogames certamente melhorarão os jogos antigos instantaneamente.

Por exemplo: Monster Hunter World luta para manter 60 FPS no Xbox One X, mesmo em seu modo de desempenho. Mesmo sem uma atualização, ele deve conseguir atingir o FPS desejado sem problemas nos dois modelos do Scarlett. Os jogos também poderão tirar proveito do aumento da velocidade de carregamento do SSD nos consoles mais recentes, sem a necessidade de atualização.

E aí, estão ansiosos para os novos Xbox? Deixem seus comentários!

Fonte: Windows Central

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Ofertas Xbox One X

  • Shoptime
    Console Microsoft Xbox One X 1TB 4K com Live Gold 12 meses
    R$ 2.999,00
  • Submarino
    Console Microsoft Xbox One X 1TB 4K com Live Gold 12 meses
    R$ 2.999,00
  • Americanas
    Console Microsoft Xbox One X 1TB 4K com Live Gold 12 meses
    R$ 2.999,00