SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

Microsoft demite quase 2 mil funcionários do setor de games

Por| 26 de Janeiro de 2024 às 09h43

Link copiado!

Wikipedia Creative Commons/eVRydayVR
Wikipedia Creative Commons/eVRydayVR
Tudo sobre Microsoft

Em 2022, a Microsoft comprou a gigante Activision Blizzard por US$ 68,7 bilhões (cerca de R$ 379 bilhões), cravando a maior aquisição do mercado de games. A Activision é responsável pelo tiroteio de Call of Duty, enquanto a Blizzard pavimentou sua escalada com World of Warcraft e Overwatch e a King abocanhou os jogadores casuais com Candy Crush.

Embora a compra dessas companhias façam parte do bom plano de construir games exclusivos que possam dar mais estofo e profundidade para o catálogo do XBox, também foi considerada um pouco arriscada. Isso porque a King até pode entregar jogos com orçamento menor e em menos tempo, mas a Activision e a Blizzard costumam ter investimentos onerosos para títulos considerados AAA, com um roadmap mais comprido. 

O setor de games da Microsoft contava com cerca de 22 mil funcionários até esta quinta-feira (25), quando Phil Spencer, chefe da divisão, publicou um comunicado explicando o corte de 1,9 mil colaboradores da Activision, da Blizzard, da King e também profissionais que atuavam na fabricação do videogame, nos estúdios de games e no serviço de assinatura de jogos Gamepass.

Continua após a publicidade

Nem mesmo o presidente da Blizzard, Mike Ybarra, e um dos fundadores do estúdio, Allen Adham, foram poupados do corte. "É um dia extremamente difícil para mim. Minha energia e apoio estarão focados em todos os indivíduos incríveis que foram afetados pela decisão da empresa”, disse Ybarra em sua conta na rede social X, antigo Twitter.

O anúncio vem depois de um tempo de análise e ajuste de funcionários das novas subsidiárias na estrutura da Gigante de Redmond. “Juntos, definimos prioridades, identificamos áreas de sobreposição e garantimos que todos estejamos alinhados nas melhores oportunidades de crescimento.” 

Spencer acrescentou que a Microsoft e a Activision estão comprometidas em encontrar uma "estrutura de custos sustentável" para expandir o negócio de jogos online — faz sentido, já que, com a expertise das três empresas, é possível abraçar projetos multiplayer que podem ser desenvolvidos com menos custo e tempo.

A íntegra do comunicado

Continua após a publicidade
Faz um pouco mais de três meses desde que as equipes de Activision, Blizzard e King se juntaram à Microsoft. À medida que avançamos em 2024, a liderança da Microsoft Gaming e Activision Blizzard está comprometida em alinhar uma estratégia e um plano de execução com uma estrutura de custos sustentável que apoiará todo o nosso crescente negócio. Juntos, estabelecemos prioridades, identificamos áreas de sobreposição e garantimos que todos estejamos alinhados nas melhores oportunidades de crescimento. Como parte desse processo, tomamos a dolorosa decisão de reduzir o tamanho de nossa força de trabalho em jogos em aproximadamente 1,9 mil cargos, dos 22 mil membros de nossa equipe. A Equipe de Liderança em Jogos e eu estamos comprometidos em conduzir esse processo da maneira mais ponderada possível.  As pessoas diretamente afetadas por essas reduções desempenharam um papel importante no sucesso da Activision Blizzard, ZeniMax e das equipes Xbox, e devem se orgulhar de tudo o que conquistaram aqui. Somos gratos por toda a criatividade, paixão e dedicação que trouxeram aos nossos jogos, jogadores e colegas.  Forneceremos todo o nosso apoio àqueles que forem impactados durante a transição, incluindo benefícios de rescisão conforme as leis locais de emprego. Aqueles cujas funções serão impactadas serão notificados, e pedimos que tratem seus colegas que estão partindo com respeito e compaixão, consistentes com nossos valores. Olhando para o futuro, continuaremos a investir em áreas que impulsionam nosso negócio e apoiaram nossa estratégia de levar mais jogos a mais jogadores ao redor do mundo. Embora este seja um momento difícil para nossa equipe, estou tão confiante quanto sempre em sua capacidade de criar e nutrir jogos, histórias e mundos que unem os jogadores.


Phil Spencer.