Personalidade empata: como saber se você tem (e se sofre com isso)

Personalidade empata: como saber se você tem (e se sofre com isso)

Por Nathan Vieira | Editado por Luciana Zaramela | 12 de Agosto de 2021 às 10h50
Elyas Pasban/Envato

Você já ouviu falar sobre empatia? Basicamente, consiste na capacidade psicológica para sentir o que sentiria outra pessoa, caso estivesse na mesma situação vivenciada por ela. Com isso, uma seleta parcela da população é acometida por uma personalidade empata.

Os empatas são indivíduos altamente sensíveis, que têm uma grande capacidade de sentir o que as pessoas ao seu redor estão pensando e sentindo. Os psicólogos podem usar o termo empatia para descrever uma pessoa que assume a dor dos outros às suas próprias custas.

Empatas costumam cultivar bem as amizades, mas como sentem literalmente o que seus amigos estão passando, podem ser dominados pela ansiedade ou pela raiva. Os empatas tendem a considerar os problemas dos outros como se fossem seus. Muitas vezes é difícil estabelecer limites.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Um estudo publicado no PubMed já chegou a estabelecer uma relação entre a empatia e a ansiedade. As multidões podem parecer particularmente opressoras para os empatas, que muitas vezes são altamente sensíveis a certos ruídos e conversas incessantes.

(Imagem: Elyas Pasban/Envato)

Como saber se você tem personalidade empata

Uma especialista do assunto, chamada Judith Orloff, chegou a escrever um Guia de Sobrevivência do Empata, em que faz um questionário para avaliar se a pessoa tem ou não essa personalidade. A ideia é perguntar a si mesmo:

  • Fui rotulado como “muito emocional” ou excessivamente sensível?
  • Se um amigo está perturbado, eu também começo a sentir isso?
  • Meus sentimentos são facilmente feridos?
  • Estou emocionalmente esgotado por multidões, preciso de um tempo sozinho para reviver?
  • Meus nervos ficam em frangalhos com barulho, cheiros ou conversa excessiva?
  • Prefiro ir para os lugares de carro para poder sair quando quiser?
  • Devo comer demais para lidar com o estresse emocional?
  • Tenho medo de ser envolvido por relacionamentos íntimos?

De acordo com Orloff, se a pessoa responder "sim" a pelo menos uma dessas perguntas, é parcialmente empata, mas se responder ''sim'' a mais de três, é bem possível que tenha essa personalidade em questão.

Segundo a especialista, reconhecer que é um empata é o primeiro passo para controlar suas emoções, em vez de se afogar constantemente nelas. A especialista ainda ressalta como gerenciar sua empatia sem ser drenado: definindo limites saudáveis, ignorando seu crítico interno e praticando autocompaixão. Procurar ajuda com um psicólogo também é uma dica de ouro, caso o excesso de empatia esteja te trazendo sofrimento.

Fonte: psych alive

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.