SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

AI nos PCs, o que isso significa e como funciona?

Por| 17 de Janeiro de 2024 às 08h22

Link copiado!

Pexels/Aathif Aarifeen
Pexels/Aathif Aarifeen

A Era da IA nos PCs já começou e ela é ainda mais promissora do que poderíamos imaginar. Os primeiros notebooks equipados com Unidades de Processamento Neural (NPUs) e IA embarcada já chegaram, dando um primeiro gostinho de tudo que a Inteligência Artificial já consegue fazer por sistemas tão compactos, e este ainda é só o começo.

Durante o evento “AI Everywhere”, realizado pela Intel no último dia 14 de dezembro, a empresa trouxe muitos detalhes do porquê de essas tecnologias serem tão revolucionárias. Diferente do que se imagina, as NPUs e a aceleração via IA não aumenta o desempenho bruto de processadores e placas de vídeo, mas divide com eles alguns trabalhos.

É sobre entregar mais eficiência

Continua após a publicidade

De forma bastante resumida, as NPUs têm estruturas e capacidades de executar tarefas bem parecidas com as de placas de vídeo, mas fazem isso consumindo muito menos energia. Além disso, elas também conseguem realizar muitas tarefas que seriam dos processadores, também de forma muito mais energeticamente eficiente.

Com essa eficiência tão superior, fica o questionamento do porquê não utilizar apenas NPUs, e a resposta é simples: algumas dessas tarefas de CPU e GPU exigem os hardwares especializados. Dessa forma, o novo componente só é tão eficiente por trabalhar em conjunto com as outras unidades de processamento.

Graças aos aceleradores de IA e mecanismos de aprendizado de máquina, esse novo player identifica exatamente quais processos puxar para si, aliviando as cargas sobre CPU e GPU. Isso faz com que todo o sistema fique mais eficiente, sendo preciso muito menos energia para rodar aplicações que exigiriam setups topo de linha nos PCs atuais.

É quase prever o futuro

Continua após a publicidade

Até bem pouco tempo atrás, gerar gráficos com efeitos de luz, sombras e partículas em geral, exigia resolver em tempo real todas as equações matemáticas de interação entre esses e outros elementos físicos. Com os aceleradores de IA, PCs com NPUs e GPUs modernas conseguem aprender com precisão o comportamento de cada elemento físico.

Com isso, é possível “prever” como eles vão interagir entre si, sem precisar resolver todas essas equações. Algumas ferramentas, como o XeSS das placas Intel Arc, ainda conseguem realizar outras extrapolações matemáticas, melhorando ainda mais o desempenho em jogos.

Durante o AI Everywhere, várias fabricantes apresentaram notebooks com NPUs e o resultado é bem impressionante. Um ultrafino com um Intel Core Ultra 7 de baixíssimo consumo — até 35 W, contra os 115 W em média de um notebook gamer - conseguiu rodar jogos em FullHD e qualidade entre médio e alto acima de 70 FPS.

Um mesmo PC, muito mais possibilidades

Continua após a publicidade

É importante mencionar que esses não eram modelos gamer, mas voltados principalmente para trabalhar. No entanto, as inovações oferecidas pela IA trazem uma versatilidade sem igual para notebooks de todos os segmentos.

Além do desempenho melhorado em jogos, essa nova geração também atende a criadores de conteúdo. Utilizar ferramentas de IA facilita a edição de vídeos, criação de artes, ícones, sons e vinhetas para seus canais e transmissões, e os limites são, basicamente, os da criatividade de cada um.

Com isso, virtualmente todos os novos notebooks e PCs com NPUs podem ser setups completos, colocando o potencial para transitar entre produtividade, criatividade e lazer, literalmente, em apenas uma mochila.

O primeiro ano da nova era

Continua após a publicidade

A Inteligência Artificial não é mais o futuro, mas o presente; e a tendência é que as NPUs se tornem o novo componente padrão, assim como as GPUs se tornaram quase 20 anos atrás. A projeção é que 80% dos computadores do mundo todo já tenham NPUs e IA embarcadas até 2028.

Naturalmente, o segmento gamer também irá evoluir muito com essas novidades, mas o acesso a esse universo será muito mais fácil, e a melhor parte é que esse futuro já começou. 2024 promete ser um ponto de virada, por marcar o início da era na qual ser gamer, criador de conteúdo ou qualquer outra coisa que sua imaginação permitir, será possível sem a obrigação de investir em PCs diferentes para isso.