Sam Raimi fala demais e confirma direção de Doutor Estranho 2

Por Claudio Yuge | 14 de Abril de 2020 às 20h15
Marvel
Tudo sobre

Marvel

Saiba tudo sobre Marvel

Ver mais

No início do ano, o diretor Scott Derrickson, do primeiro Doutor Estranho, disse que não voltaria para Doctor Strange and Multiverse of Madness, sequência que deve abrir de vez as portas do Multiverso no Universo Cinematográfico Marvel (MCU, na sigla em inglês). Derrickson disse que estava se afastando devido a “divergências criativas” e, logo em seguida, começaram os rumores sobre uma possível participação de Sam Raimi, conhecido pela franquia A Morte do Demônio e pela primeira trilogia do Homem-Aranha na Sony Pictures. Agora, o próprio Raimi confirma que está no comando, para o delírio dos fãs.

Contudo, essa confirmação não veio assim de uma forma oficial, e nem mesmo do Marvel Studios ou de seu chefão Kevin Feige. Raimi esteve em uma videoconferência com jornalistas nesta terça-feira (14), para promover sua nova antologia de terror 50 States of Fright, que estreou recentemente na plataforma de filmes produzidos para smartphones, o Quibi.

Em uma cena de Homem-Aranha 2, de 2004, há um momento em que o nome do Doutor Estranho é citado. Os repórteres perguntaram sobre isso e sobre o personagem. “Eu amava o Doutor Estranho quando criança, mas ele sempre estava atrás do Homem-Aranha e do Batman para mim, provavelmente estava entre os meus cinco favoritos personagens de quadrinhos”, respondeu.

E foi quando ele acabou deslizando. “Ele era tão original, mas quando tivemos esse momento no Homem-Aranha 2, eu não tinha ideia de que estaria fazendo um filme do Doutor Estranho, então foi muito engraçado para mim que, coincidentemente, essa frase estivesse no filme. Tenho que dizer que gostaria saber antes que estaria envolvido hoje no projeto”, disse.

Por enquantro, o Marvel Studios e Kevin Feige ainda não confirmaram oficialmente, mas como Raimi já fez isso, pode ser que tenhamos uma anúncio muito em breve.

Raimi cai como uma luva no projeto

Kevin Feige já disse em outras ocasiões que Doctor Strange in the Multiverse of Madness será um filme com “momentos assustadores”. Embora não seja assim um “filme de medo” isso vai de encontro com o próprio histórico de Raimi. Assim como Scott Derrickson, ele veio do gênero do terror e é muito bom com câmeras ágeis e cortes abruptos, em sequências que unem, horror, ação e comédia sombria.

O diretor Sam Raimi (Reprodução/Comic Book)

Como a ideia de Feige é manter o espírito alto astral dos filmes do MCU e flertar com um novo subgênero, assim como Novos Mutantes promete ser um “terror com super-heróis”, a experiência de Raimi com esse tipo de produção deve ser exatamente o que o Marvel Studios quer para o momento. Só vamos esperar que as imposições do estúdio, que costuma exigir algumas regras e subtextos em prol das tramas maiores que correm paralelo, não afastem o diretor do projeto — como aconteceu com Joss Whedon e Edgar Wright, em Vingadores: A Era de Ultron e Homem-Formiga, respectivamente.

Com relação à produção, Doutor Estranho 2 deve seguir os eventos da série WandaVision e possivelmente só deve começar a gravado no segundo semestre deste ano ou início do ano que vem. Por enquanto, os trabalhos na Disney estão parados por conta da pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2), contudo, isso não deve atrapalhar o cronograma do longa, que segue com previsão de estreia para 5 de novembro de 2021.

Fonte: Comic Book  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.