Novo filme de Michael Bay terá teorias de conspiração sobre a pandemia

Por Laísa Trojaike | 20 de Maio de 2020 às 22h00
Paramount Pictures

Pelo visto Michael Bay está cansado de ficar em casa com seus cachorros subindo nas camas, querendo sua comida e nadando com ele na piscina, como pudemos ver no seu Instagram nas últimas semanas. “Nada melhor para fazer, exceto fazer vídeos ruins de cachorro para me manter entretido,” disse ele na sua última postagem. A verdade é que Bay, assim como muitos outros profissionais do cinema, quer retomar seus trabalhos logo.

Novas informações indicam que Bay quer filmar Songbird dentro de mais ou menos um mês, embora Los Angeles não tenha previsão para sair da quarentena. Desde março o estado da Califórnia impôs o isolamento e suspendeu todas as atividades de cinema, mesmo sendo o polo produtivo dessa indústria.

Michael Bay no set de Transformers 4 (Imagem: Reprodução/Paramount Pictures)

Com a abertura de alguns setores na Georgia, atividades começam a ser retomadas no estado e produtores tentam se adequar a estúdios menores e equipes reduzidas, além de haver uma preocupação especial com o distanciamento entre os profissionais. O cinema sofrerá grandes mudanças, ao tentar retornar agora ou mesmo quando a pandemia passar, o que não podemos ignorar é que produção e distribuição foram profundamente marcadas pelos eventos que estamos presenciando.

Michael Bay, no entanto, pretende ser um desbravador dessa nova era. Segundo informações do Deadline, Songbird será um thriller ambientado durante a pandemia e permeado de histórias de histeria e teorias da conspiração. Bay está coproduzindo Songbird ao lado do estúdio Invisible Narratives e a direção ficará nas mãos de Adam Mason, que assina o roteiro ao lado de Simon Boyes.

Michael Bay no set de Esquadrão 6 (Imagem: Reprodução/Netflix)

A urgência de Michael Bay para filmar não implica que ele esteja sendo irresponsável com uma doença como a COVID-19. As filmagens foram completamente repensadas para um momento de isolamento e não haverá nada muito grandioso e/ou dispendioso. Para evitar as típicas aglomerações que vemos durante as gravações, equipes reduzidas estão preparando os sets e, em seguida, desocupando o local para que os atores entrem em cena com o mínimo necessário de pessoas no local. Roteiro e direção também foram pensados para evitar proximidade entre os atores.

Michael Bay é conhecido por filmes com muitos efeitos e, principalmente, explosões, tendo virado meme inclusive justamente por esta característica. Seu envolvimento com um filme de baixo orçamento é, no mínimo, curioso. Se outros diretores se aventurarem em filmes mais "caseiros", talvez isso também sirva como incentivo para os jovens cineastas, que são facilmente abalados pelos números estratosféricos dos orçamentos de grandes produções.

Fonte: ScreenRant

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.