Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Meninas Malvadas | O que esperar do remake musical do clássico teen?

Por| Editado por Durval Ramos | 09 de Janeiro de 2024 às 15h00

Link copiado!

Paramount Pictures
Paramount Pictures

Depois de 20 anos de lançamento, Meninas Malvadas está de volta! Mas, calma, dessa vez trata-se de um remake em forma de musical que estreia nos cinemas no dia 11 de janeiro. Com o mesmo enredo, mas um elenco (quase) totalmente diferente, o filme foi novamente escrito por Tina Fey, a atriz e roteirista que participou da primeira versão em 2004.

Desta vez, o público verá o mesmo enredo, mas contado por meio de várias músicas que serão intercaladas com os diálogos. E é claro que não faltarão as cenas clássicas do musical de Natal e das quatro Poderosas (ou Plásticas, como também são chamadas) usando rosa na quarta-feira. Mas, apesar das semelhanças, Fey garante que haverá algumas piadas e momentos novos.

Continua após a publicidade

Já a atriz Angourie Rice (Homem-Aranha: Longe de Casa), que dará vida à protagonista Cady, conta que a maior mudança diz respeito ao uso das mídias sociais, já que elas não existiam em 2004. De acordo com ela, essa é a principal distinção do jeito que a história será contada, uma vez que as mídias têm grande influência nas políticas da escola e em como o bullying é praticado.

A história de Meninas Malvadas

Baseado em um livro de autoajuda chamado Queen Bees & Wannabes, que foi lançado em 2002 e escrito por Rosalind Wiseman, Meninas Malvadas conta a história de Cady, uma mocinha que se muda para os Estados Unidos depois de ter crescido e vivido alguns anos na África.

Por ter sido educada em casa pela sua mãe, ela enfrenta dificuldades de socialização, mas consegue fazer alguns amigos com o passar do tempo. O problema é que Cady fica fascinada com as Poderosas — um grupo de quatro garotas aparentemente perfeitas que é liderado pela “abelha rainha” Regina George — e, ao tentar se aproximar para destruí-las, acaba se tornando uma delas.

Com uma trama cheia de vingança adolescente e rivalidade feminina, o longa aborda temas como pressão estética pela magreza, disputa amorosa e outros dilemas teen. 

Continua após a publicidade

No elenco de 2004, além de Lindsay Lohan, que vive a protagonista Cady (e que chegou a fazer teste para ser Regina George), estão Rachel McAdams como a vilã, Amanda Seyfried como Karen (a amiga burra) e Lacey Chabert como Gretchen. Além delas, completam o elenco Jonathan Bennet, Lizzy Caplan, Daniel Franzese e a própria Tina Fey como a Srta. Norbury, a professora de matemática.

No remake de 2024, o papel de Cady ficou com Angourie Rice, enquanto a icônica Regina George será vivida por Reneé Rapp (A Vida Sexual das Universitárias). Já Karen ganhará vida com Avantika Vandanapu (De Volta ao Baile) e Gretchen será interpretada por Bebe Wood (Com Amor, Victor). 

As adaptações de Mean Girls

Continua após a publicidade

Chamado de Mean Girls no título original, o filme ganhou outra adaptação antes do remake.  Em 2017, Tina Fey escreveu o musical da Broadway com músicas de seu marido, Jeff Richmond. Em entrevista à imprensa, ela comentou sobre o sentimento de revisitar o universo de Meninas Malvadas agora em 2024.

“Foi incrivelmente gratificante ver o quanto o filme e o musical significaram para o público. Já passei 16 anos com esses personagens. Eles são meu Universo Marvel, e eu os amo muito"

É a partir dessa passagem pela Broadway que a versão de 2024 de Meninas Malvadas se transformará em um musical, recriando algumas das passagens icônicas do filme de 20 anos atrás a partir de canções. É uma decisão curiosa e até ousada, visto que o gênero sempre gera um pouco de desconfiança do público. Porém, levando em conta que estamos falando de uma nova geração acostumada a dancinhas nas redes sociais, nem é tão estranho assim imaginar a rivalidade escolar se transformar em números musicais assim. Segundo a própria Tina Fey, o remake une o melhor dos dois mundos: do texto original e do musical.

Continua após a publicidade

Lembrando que quem quiser dar uma chance à obra, poderá assisti-la nos cinemas a partir do dia 11 de janeiro.