Publicidade

Crítica Mistério em Paris | Filme não entrega nada além de diversão

Por| Editado por Jones Oliveira | 03 de Abril de 2023 às 19h10

Link copiado!

Netflix
Netflix
Tudo sobre Netflix

Focada em investir nas comédias atrapalhadas, a Netflix apostou em Mistério em Paris, longa estrelado por Adam Sandler e Jennifer Aniston que é continuação de Mistério no Mediterrâneo, de 2020. A proposta do filme não é ser uma sequência direta, mas mostrar o casal de detetives tentando desvendar um novo crime, desta vez na Cidade Luz.

Com essa premissa, o longa até acerta na comédia e se mostra uma boa opção para assistir no domingo à noite para relaxar, ou com a família toda em um fim de semana. Mas é só isso. Mistério em Paris peca no roteiro, no mistério e até no desfecho.

Continua após a publicidade

O filme começa mostrando Audrey (Jennifer Aniston) e Nick Spitz (Adam Sandler) nos Estados Unidos, onde moram. Tentando se firmar como investigadores, eles vêm fracassando nos casos que pegam e estão quase falidos. Um dia, no entanto, recebem o convite de um antigo amigo. Trata-se de Maharajah (Adeel Akhtar), que os convida para seu casamento indiano.

Eles embarcam, então, rumo à Índia, e em meio a tanto luxo e glamour descobrem que o noivo foi sequestrado. A partir daí, começam a investigar quem poderia estar envolvido no crime. A cidade de Paris entra na trama quando o sequestrador pede que o dinheiro do resgate seja entregue próximo à Torre Eiffel, e todo o grupo parte para lá.

Continua após a publicidade
O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Roteiro fraco e cenários luxuosos

Com um mistério simples, poucos suspeitos e um bocado de enrolação, fica nítido que o roteiro não é o ponto forte de Mistério em Paris. O filme foca muito mais em criar situações divertidas do que propriamente instigar o espectador a descobrir quem está por trás de tal sequestro.

Outro problema é que o longa de Jeremy Garelick investe muito mais nos cenários milionários do que propriamente nos textos, e isso fica nítido até mesmo nas falas dos protagonistas. Nick continua sendo um policial bobão que faz piadas sem graça fora de hora, mas que consegue desvendar o mistério. Já Audrey, por sua vez, ganha mais confiança como detetive e se arrisca um pouco mais.

Continua após a publicidade

É nítido que há química entre os dois atores, fato que atrai a audiência, mas com um texto melhor lapidado eles poderiam brilhar mais.

Já um ponto que pode agradar os fãs de ação é que esse novo capítulo da história tem todo tipo de aventura possível: de perseguição em uma van desgovernada a ficar suspenso por um cabo na Torre Eiffel. Mérito de Garelick, que dirigiu as sequências com maestria.

Coadjuvantes também agradam

Se Aniston e Sandler são o grande chamariz de Mistério em Paris, os outros atores também não fazem feio, dando a seus personagens o tom que eles pedem.

Continua após a publicidade

Voltam à tela John Kani como o Coronel e Dany Boon como Inspetor Laurent Delacroix. Além deles, completam o elenco Mélanie Laurent, Mark Strong, Kuhoo Verma, Carlos Ponde e Enrique Arce, o espanhol que deu vida ao inconveniente Arturito em La Casa de Papel.

Embora o time tenha um bom desempenho, o texto derruba alguns deles. Como no caso de Dany Boon, que aparece no novo filme um pouco bobo e infantilizado fazendo piadas como “enfia a mão no meu bolso”.

Vale a pena assistir Mistério em Paris?

Continua após a publicidade

Quem já assistiu Mistério no Mediterrâneo já sabe bem o que esperar do novo filme: um roteiro simples, uma dupla de detetives engraçada e bobona — mas que consegue desvendar o acontecido — e também um bocado de ação.

Como comédia, o filme cumpre muito bem o seu papel e entretém enquanto diverte. Aniston e Sandler são dois atores já conhecidos no audiovisual e que raramente decepcionam o público. Juntos, eles formam uma boa dupla, responsável por carregar a trama nas costas.

Sendo assim, quem procura uma opção para relaxar e dar algumas risadas, tem chances de gostar de Mistério em Paris, mas quem é aficionado por tramas de detetive e investigação, com muito mistério, um bom enredo e personagens muito instigantes, certamente irá se decepcionar.

Continua após a publicidade

Vale lembrar que os dois filmes da saga estão disponíveis na Netflix para serem maratonados. Você os encontra no serviço de streaming.