Publicidade

Crítica Beau Tem Medo | Uma paralisia do sono com 3 horas de duração

Por| Editado por Jones Oliveira | 24 de Abril de 2023 às 20h00

Link copiado!

A24
A24

Depois de impressionar o espectador com Hereditário e Midsommar, o cineasta Ari Aster decidiu provocar novas sensações desconfortáveis no público com o filme Beau Tem Medo.

Com três horas de duração, Beau Tem Medo, conhecido também pelo nome original Beau is Afraid, funciona como uma materialização de crises de ansiedade sentidas pelo personagem, Beau, interpretado intensamente por Joaquin Phoenix.

Isso é presenciado através de uma sucessão de acontecimentos que trazem desconforto físico e psicológico, o que pode ser tanto uma experiência traumatizante como transformadora.

Continua após a publicidade

Atenção: esta crítica contém spoilers de Beau Tem Medo!

Desespero que não tem fim

Continua após a publicidade

O filme Beau Tem Medo é a mais nova produção do estúdio A24, que vem chamando a atenção nos últimos anos com tramas criativas e ousadas. O longa acompanha o personagem Beau Wasserman, um homem de meia-idade que vive em um apartamento de condições precárias em uma região bastante perigosa.

O desespero sentido pelo personagem em todos os aspectos de sua vida já é manifestado nos primeiros minutos de filme, com uma vizinhança fora de controle. O longa retrata essas ameaças de uma forma vista nas regiões centrais das grandes metrópoles, que conta com vítimas de um sistema de desigualdade que assola milhares de pessoas todos os dias.

Esse primeiro bloco de Beau Tem Medo é apenas o início de uma série de eventos bizarros que parecem não ter fim. Muito do que acontece no longa é retratado de forma surrealista, materializando não só a ansiedade, como outros distúrbios psicológicos sofridos pelo protagonista. É difícil entender o que está acontecendo de verdade e o que é fruto das sequelas que traumas deixam na mente.

Neste caso, traumas maternos deixados por uma mãe controladora e abusiva. Beau vem de uma família rica, mas vive sozinho e na pobreza. Sua saúde mental ficou na mansão da mãe em cárcere privado e de lá nunca mais saiu.

Continua após a publicidade

Beau Tem Medo é como assistir a um pesadelo durante uma paralisia do sono, mas em vez de poucos minutos, ficamos 2 horas e 59 minutos imóveis sem saber o que sentir. Gestos físicos e sonoros se fazem presentes do começo ao fim, desde um riso de nervoso até um pequeno grito de pavor. Tudo isso em looping. O que sustenta nossa atenção, no entanto, são as atuações excelentes, além da fotografia e direção impecáveis.

O terror que não é de terror

O filme é um bom exemplo de uma produção que pode ter diferentes tipos de interpretação, que muda de acordo com cada pessoa, suas experiências de vida e o quanto ela se identifica com o que está acontecendo. Para alguns, pode ser apenas uma tentativa de abordar um tema delicado com um nonsense longo e exagerado. Para outros, o longa pode ter acertado exatamente no ponto em que mirou. Mas, para muitos, o filme também é uma mistura de tudo com nada, tudo acontece enquanto nada acontece. É muito fácil, inclusive, amar e odiar Beau Tem Medo ao mesmo tempo.

Continua após a publicidade

Mesmo se tentar entender o que acontece em Beau Tem Medo antes de assistir, o espectador vai se surpreender com o que vai encontrar. O filme de Ari Aster traz poucos momentos de descanso, mas a cada vez que conseguimos relaxar uma nova enxurrada de informações toma conta da tela.

Beau Tem Medo é tão intenso quanto a atuação de Joaquin Phoenix, que já é o queridinho do cinema quando se pensa em um personagem problemático e inteiramente complexo. A cada minuto de filme fica mais difícil se desconectar dele, entender que é uma ficção e que Joaquin Phoenix é apenas um ator.

Ari Aster prometeu que Beau Tem Medo não era um filme de terror, e de fato não é. No entanto, ele conseguiu a proeza de aterrorizar tanto quanto um dos filmes de terror mais assustadores da história, causando sensações que não queremos ter novamente tão cedo.

O filme Beau Tem Medo já está em exibição nos cinemas de todo o Brasil.