Novo dinossauro "bico de pato" é descoberto em ilha do Japão

Por Natalie Rosa | Editado por Luciana Zaramela | 08 de Maio de 2021 às 12h00
Ilustração: Masato Hattori

Uma equipe de cientistas internacionais identificou uma nova espécie de dinossauro do tipo "bico de pato", conhecido também como Hadrossauro, em uma ilha no Sul do Japão. Batizado de Yamatosaurus izanagii, o fóssil traz novas evidências sobre a migração da criatura, sugerindo ainda que esses herbívoros migraram da Ásia para a América do Norte e não o contrário.

A descoberta também comprova que essas criaturas gigantes evoluíram a ponto de deixar de andar ereto para andar sobre as quatro patas. Os Hadrossauros, que são conhecidos por terem focinhos largos e achatados, são os mais encontrados por aí. Eles viveram no período Cretáceo Superior, há mais de 65 milhões de anos, e seus fósseis já foram encontrados na América do Norte, África, Ásia e Europa.

Com centenas de dentes bem espaçados nas bochechas, os Hadrossauros foram altamente adaptados para mastigar a vegetação para se alimentar. Se os dentes desgastavam e caíam, novos dentes nasciam de forma individual, ou ainda uma nova fileira dentária surgia para substituir a antiga. O Yamatosaurus descoberto no Japão, segundo os paleontólogos, parece ter evoluído para ser capaz de mastigar diferentes tipos de vegetação em comparação com outros Hadrossauros.

Imagem: Reprodução/Southern Methodist University

Outra diferença do novo dinossauro é o desenvolvimento dos seus ombros e membros dianteiros, que comprovam a mudança de bípede para quadrúpede. Parte do Yamatosaurus foi encontrada em 2004 em uma camada de sedimento de aproximadamente 72 a 71 milhões de anos atrás, em uma pedreira de cimento na ilha de Awaji. O fóssil contava com a mandíbula inferior preservada, além de dentes, vértebras do pescoço e da cauda, e osso do ombro. O material permaneceu em um museu até ser estudado pelos cientistas.

O Yamatosaurus é a segunda nova espécie de Hadrossauro identificada pelos mesmos cientistas no Japão. Em 2019, a dupla encontrou o maior esqueleto de dinossauro do país, também um Hadrossauro, este batizado de Kamuysaurus. Seus fósseis foram encontrados na ilha Hokkaido, no norte do país.

"Esses são os primeiros dinossauros descobertos no Japão do final do Período Cretáceo. Até agora, não tínhamos ideia de quais dinossauros viviam no país até o final da era dos dinossauros", conta Yoshitsugu Kobayashi, pesquisador que vem estudando a descoberta.

Fonte: SciTechfDaily

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.