Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Nova espécie de tubarão-fantasma é descoberta na Tailândia

Por| Editado por Luciana Zaramela | 22 de Março de 2024 às 15h08

Link copiado!

Krajangdara et al, 2024/Raffles Bulletin of Zoology
Krajangdara et al, 2024/Raffles Bulletin of Zoology

Às vezes, o que a ciência acreditava ser uma espécie, na verdade é outra totalmente nova, com nenhum outro até então registrado. Foi o que aconteceu com um tubarão-fantasma de olhos verdes e brilhantes encontrado na Tailândia. Depois de uma análise minuciosa, os especialistas do Pacific Shark Research Center at San Jose State University in California descobriram se tratar de uma espécie inédita.

Nas descobertas relatadas no periódico Raffles Bulletin of Zoology, a equipe interdisciplinar conta que observou a fundo os dados genéticos de um tubarão-fantasma e conduziu análises morfológicas até chegar a essa conclusão.

Tudo começou em 2018, quando o peixe excêntrico foi encontrado a uma profundidade de 775 metros no Mar de Andamão, na costa da Tailândia. O espécime foi originalmente atribuído a uma espécie já existente, chamada Chimaera aff. macrospina.

Continua após a publicidade

Nova espécie

Quando os pesquisadores perceberam que era uma nova espécie, batizaram de Chimaera supapae, em homenagem a um importante pesquisador da área, o professor Supap Monkolprasit, que morreu em 2013.

Algumas das informações que ajudaram a reconhecer a Chimaera supapae enquanto nova espécie foram os tamanhos de sua cabeça (bem grande, em comparação com o seu corpo) e de seu "nariz", bem curto. Outro fator importante para definir a espécie foi o par de olhos grandes e ovais que ocupa mais de 30% da cabeça.

Além disso, a pele marrom-escura não apresentava linhas ou padrões perceptíveis, e o peixe tinha um espinho dorsal no topo da cabeça.

Chimaera supapae pode ser definida como um peixe cartilaginoso da ordem dos peixes mais antigos vivos hoje, os Chimaeriformes (quimeras), parentes distantes de tubarões e raias.

Criatura das profundezas

Na publicação científica, os autores explicam que as quimeras fazem parte das criaturas das profundezas do oceano, encontradas a aproximadamente 500 metros abaixo da superfície. Os peixes dessa ordem costumam se alimentar de outros animais que vivem no fundo do mar, como crustáceos, moluscos e vermes. 

Continua após a publicidade

Atualmente, o oceano ainda tem seus mistérios, e esconde um verdadeiro universo que o ser humano ainda foi incapaz de descobrir por completo. A cada ano, novas espécies são descobertas nas profundezas do oceano

No caso dessa nova espécie de tubarão-fantasma, os olhos grandes e verdes de não são por acaso. A teoria dos pesquisadores é que essas características ajudam o animal a enxergar nas águas escuras. 

Fonte: Raffles Bulletin of Zoology