Fóssil de dinossauro é encontrado na China chocando ovos com embriões formados

Fóssil de dinossauro é encontrado na China chocando ovos com embriões formados

Por Natalie Rosa | Editado por Luciana Zaramela | 18 de Março de 2021 às 18h30
Zhao Chuang

Um fóssil de um dinossauro raro foi encontrado na China, apresentando mais um elemento que torna a descoberta um marco para a paleontologia. A criatura em questão se trata de um Oviraptorossauro, que pertence a um grupo de dinossauros parecidos com pássaros, e viveu durante o período Cretáceo, há 70 milhões de anos. O animal foi encontrado sentado em cima de um ninho com, aproximadamente, 24 ovos com embriões dentro.

De acordo com Shundong Bi, paleontólogo envolvido no estudo, esse tipo de descoberta é a mais raro no universo dos dinossauros. "Ainda que alguns adultos do grupo Oviraptoridae tenham sido encontrados em ninhos com seus ovos anteriormente, nenhum embrião havia sido encontrado dentro desses ovos", explica o cientista, contando que os filhotes estavam quase prontos para nascer.

Ilustração: Smokeybjb

O dinossauro, que pertence ao grupo Oviraptoridae, que também são terópodes assim como os famosos Tiranossauro Rex e o Velociraptor, foi encontrado em rochas datadas de 72 milhões a 65,5 milhões de anos atrás, na província de Jiangxi. O fóssil não está completo, faltando o crânio do dinossauro adulto e alguns de seus ossos, mas o restante está muito bem preservado junto aos 24 ovos. Ao menos sete desses ovos, medindo cerca de 21,5 centímetros de comprimento e 8,5 centímetros de diâmetro, contam com embriões com ossos e esqueletos parciais.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Fóssil de Oviraptossauro (Foto: Reprodução/Shundong Bi/Indiana University of Pennsylvania)

O fóssil mostra que o dinossauro estava sentado em cima do ninho com os ovos, com seus braços cobrindo as bordas. Como os ovos estavam prestes a ser chocados, os cientistas afirmam que o animal estava fazendo a incubação no momento da morte, atingindo a temperatura necessária para o nascimento. O comportamento é contrário ao que fazem os crocodilos, que enterram os ovos, mais uma vez comprovando que os dinossauros são parentes mais próximos das aves que dos répteis. 

Segundo as análises dos pesquisadores através dos isótopos de oxigênio dos ovos fossilizados, a temperatura de incubação ficava entre 30 °C a 38 °C, e diferenças entre alguns embriões sugerem que o nascimento de cada pássaro seria em tempos diferentes. Outra descoberta interessante foi de pedras dentro da região abdominal da criatura, indicando que ela as engolia para ajudar na digestão.

Fonte: LiveScience/Chinese Academy of Sciences   

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.