Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Estudo revela como o pescoço das girafas se tornou tão longo

Por| Editado por Luciana Zaramela | 06 de Junho de 2024 às 14h49

Link copiado!

Kelly Arnold/Unsplash
Kelly Arnold/Unsplash

Um dos maiores animais do mundo atual, a girafa sempre atraiu a atenção por causa da sua característica mais marcante: o pescoço comprido. O mais novo artigo da Mammalian Biology busca entender como o pescoço se tornou tão longo durante a evolução das girafas. 

A ciência tem algumas teorias sobre a evolução do pescoço da girafa. Uma delas envolve a mudança gerada para regular a temperatura corporal. No entanto, outras remetem a competições no reino animal, seja por comida, seja para conquistar a parceira.

Nesse último caso, os machos costumam bater um pescoço no outro, como em uma batalha de espadas. Até então, acreditava-se que isso impulsionava o alongamento do pescoço das girafas.

Continua após a publicidade

Mas o estudo conduzido por membros da The Pennsylvania State University tem outro palpite. Um dos argumentos que fortalecem essa teoria é que os machos têm um pescoço ligeiramente maior que as fêmeas. Mas não é uma regra que se aplica apenas a essa região: de modo geral, os machos são 30% a 40% maiores que as fêmeas.

Análise das girafas

O estudo foi feito através da observação de milhares de imagens de girafas. Os pesquisadores fizeram comparações entre as proporções do corpo e o comprimento do pescoço em relação à altura total do animal. Eles também foram precisos em selecionar apenas uma espécie: a girafa-masai (Giraffa tippelskirchi).

O grupo também recorreu a um banco de dados da Association of Zoos and Aquariums, que dispõe de informações como a árvore genealógica, de todas as girafas da espécie que vivem em zoológicos da América do Norte.

"Assim, ao considerar cuidadosamente as informações, quando a foto foi tirada e a idade aproximada do animal, pudemos identificar o indivíduo específico em quase todas as fotos de uma girafa em cativeiro", diz em comunicado um dos autores do estudo, o professor Doug Cavener.

"Foi fundamental para compreender quando as girafas machos e fêmeas começam a apresentar diferenças de tamanho e se crescem de forma diferente", acrescenta o pesquisador.

Por que o pescoço da girafa ficou longo?

Continua após a publicidade

Com base nessas observações, os pesquisadores descobriram o seguinte: ao nascer, as girafas machos e fêmeas têm as mesmas proporções corporais. As mudanças entre os dois começam na maturidade sexual, por volta dos três anos de idade. Em questão de proporção corporal, as fêmeas acabam com o pescoço mais longo, e os machos com o pescoço mais largo. 

Então por que o pescoço da girafa ficou longo? Conforme a teoria apresentada no estudo, esses animais são exigentes na alimentação, e os pescoços mais longos permitem penetrar mais fundo nas árvores para obter as folhas "certas".

"Quando as fêmeas atingem os quatro ou cinco anos de vida, estão quase sempre grávidas e amamentando, por isso pensamos que o aumento das exigências nutricionais das fêmeas impulsionou a evolução dos longos pescoços das girafas", sugerem os autores.

Outro ponto a se levar em consideração é que a seleção sexual foi provavelmente responsável pela diferença geral de tamanho entre os machos e as fêmeas, e pode ter contribuído para pescoços mais largos nos machos. Além disso, as patas dianteiras mais longas dos machos podem ajudar no acasalamento (inclusive, as girafas têm um dos acasalamentos mais bizarros do reino animal).

Continua após a publicidade

Próximos passos

Agora a ideia é utilizar a genética para identificar relações em grupos de girafas selvagens para compreender melhor quais os machos que têm sucesso na reprodução, e assim descobrir mais sobre como as girafas escolhem os parceiros.

Fonte: Mammalian Biology, Penn State