Embrião de dinossauro é encontrado quase intacto dentro de ovo fossilizado

Embrião de dinossauro é encontrado quase intacto dentro de ovo fossilizado

Por Natalie Rosa | Editado por Luciana Zaramela | 28 de Dezembro de 2021 às 08h30
Ilustração: Lida Xing

Pesquisadores de um museu da China acabam de anunciar uma descoberta surpreendente: um embrião de dinossauro raro e articulado dentro de um ovo fossilizado. O material estava guardado no local há mais de uma década.

De acordo com os cientistas, o dinossauro em questão viveu entre cerca de 66 a 72 milhões de anos atrás, pertencendo a um grupo de terópodes emplumados e desdentados conhecidos como Oviraptorossaurus.

O embrião estava posicionado da mesma forma que pássaros modernos ficam dentro do ovo (Imagem: Xing et al., 2021)

Baby Yingliang

O embrião mede cerca de 27 centímetros de comprimento, e a sua posição no ovo fossilizado é semelhante a de pássaros modernos. A criatura está encurvada e mantém a cabeça sob a asa, como mostra a imagem da reconstrução abaixo.

Os autores do estudo contam que o espécime foi encontrado com a cabeça em frente ao ventre, com um pé de cada lado e "as costas enroladas ao longo do pólo cego do ovo". Essa postura, segundo os pesquisadores, não é reconhecida em nenhum dinossauro não-aviário e lembra a de um embrião de pássaro moderno em estágio mais avançado.

Sobrevivência

Os pesquisadores acreditam que essa curvatura feita com o corpo tenha um papel vital no processo de incubação das aves, e aquelas que não fazem essa posição contam com uma probabilidade menor de sobreviver à saída do ovo. Então, o fato de o filhote estar nessa posição pode significar que ele pode ter sido o primeiro a evoluir entre os ancestrais terópodes dos pássaros modernos.

"Este pequeno dinossauro pré-natal se parece com um filhote de pássaro curvado em seu ovo, o que é mais uma evidência de que muitas das características das aves atuais foram evoluídas em seus ancestrais dinossauros", conta Steve Brusatte, autor do estudo.

O Baby Yingliang agora faz parte da coleção de embriões mais preservados do mundo, sendo a única do tipo. Com a descoberta, será possível analisar melhor o material e tirar conclusões mais sólidas sobre essa linhagem de terópodes.

Fonte: IFL Science

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.