Volkswagen inicia desenvolvimento de baterias de nióbio no Brasil

Volkswagen inicia desenvolvimento de baterias de nióbio no Brasil

Por Felipe Ribeiro | Editado por Jones Oliveira | 20 de Setembro de 2021 às 11h05
Volkswagen

A divisão de caminhões e ônibus da Volkswagen anunciou uma parceria importante para a mobilidade elétrica no Brasil. A montadora, em parceria com a CBMM, líder mundial na produção e comercialização de produtos de nióbio, unirão forças para trabalhar no desenvolvimento de baterias automotivas com o mineral, encontrado em abundância em nosso país, que é o maior produtor global.

Segundo a Volks, o acordo com a CBMM é estratégico, pois a empresa está consolidada como uma referência mundial no desenvolvimento de novas tecnologias com nióbio para baterias de íons de lítio. Já a Volkswagen Caminhões e Ônibus entrará com sua expertise para estabelecer o comportamento dessas baterias em veículos, com todos os parâmetros de segurança e qualidade para concretizar o desempenho esperado.

“Há três anos acumulamos experiência na eletrificação e agora aplicaremos essa expertise para viabilizar uma nova tecnologia em baterias. Nosso centro de desenvolvimento de e-Mobility em Resende usará nossa patenteada arquitetura modular para veículos elétricos para expandir a plataforma, que iniciou no e-Delivery, e agora avança para novos modelos. Essa aliança com a CBMM será mais um importante elo rumo à mobilidade do futuro. Nosso objetivo é criar uma solução de recarga ultrarrápida, pioneira na América Latina”, avalia Roberto Cortes, presidente e CEO da Volkswagen Caminhões e Ônibus.

Segundo a Volkswagen, a tecnologia que será empregada nas baterias é fruto de uma pesquisa de mais de três anos feita em conjunto com a Toshiba, uma das mais icônicas empresas de tecnologia do Japão. A expectativa é de que, com o uso do nióbio, as células possam ser carregadas totalmente em 10 minutos, além de ter uma durabilidade bem maior do que as baterias atuais.

O Brasil é o maior produtor de nióbio do mundo (Imagem: Reprodução/ Click Petróleo e Gás)

Além da interface e dos parâmetros da bateria, a montadora vai desenvolver e fabricar os veículos 100% elétricos que serão utilizados nesse projeto. Durante a fase de testes, a Volks vai monitorar e adquirir os dados em tempo real, conduzindo os estudos da aplicação dos veículos. Também está sob sua responsabilidade a implantação da infraestrutura de recarga ultrarrápida e a preparação de toda a cadeia com treinamento de motoristas.

É certo que o primeiro veículo que utilizará essas novas baterias seja um caminhão ou ônibus, mas não está descartado o uso das vindouras células de nióbio em carros de passeio. Atualmente, o e-Delivery é o único caminhão elétrico produzido no Brasil pela montadora.

Fonte:   Volkswagen

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.