Volkswagen apresenta linha de carros elétricos de olho no Brasil

Volkswagen apresenta linha de carros elétricos de olho no Brasil

Por Paulo Amaral | Editado por Jones Oliveira | 07 de Dezembro de 2021 às 12h00
Paulo Amaral/Canaltech

A Volkswagen realizou um evento fechado para a imprensa nesta segunda-feira (6) para dar início à ID Week (Semana ID) e, com isso, apresentar dois modelos elétricos que podem (e devem) chegar ao Brasil em um futuro próximo.

Duas unidades do ID.3, uma delas estática, e duas do ID.4 foram as principais atrações no Jockey Clube de São Paulo, e o Canaltech pôde experimentar ambos em um teste-drive “relâmpago”, de cerca de 5 minutos, no entorno da sede do evento.

A montadora não forneceu informações sobre preço, data de lançamento ou versões dos carros elétricos que serão disponibilizadas em território brasileiro, mas deve fazer isso nos próximos meses, quando terminar o que Pablo Di Si, presidente e CEO da Volkswagen para a América Latina, chamou de “clínicas”.

“Nossa intenção é mostrar que temos uma estratégia complementar. Temos veículos flex, carros elétricos e híbridos. Queremos mostrar ao Brasil que vamos trazer o melhor da tecnologia da Europa para o Brasil. Está confirmado que teremos carros elétricos. Quais serão, nós veremos após as clínicas, pois acreditamos muito nas clínicas com os consumidores”, comentou o executivo.

Carros elétricos da Volkswagen foram apresentados à mídia em evento fechado (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)

No bate-papo reservado com a reportagem do Canaltech, mesmo não confirmando de forma oficial, Pablo Di Si deu a entender que o ID.3 e o ID.4 devem mesmo ser os escolhidos para inaugurar a “família elétrica” da marca alemã no Brasil.

“O brasileiro olha muito o design como primeiro atributo, e olha a conectividade. São duas coisas que o ID.3 e o ID.4 têm, então já saímos bem. Aí você coloca silêncio, espaço interno, conforto e prazer de dirigir. Acho que os dois podem se dar muito bem no Brasil e na América Latina”.

O executivo admitiu que a infraestrutura do país para veículos elétricos ainda não é a ideal, mas não viu isso como um problema para que a marca efetivamente aposte no segmento em breve.

“No Brasil talvez demore um pouquinho mais do que nos Estados Unidos e na Europa, pois o Brasil é um continente. Se eu estiver errado e infra ficar pronta em 2 anos, é só importar. A parte mais fácil é importar 200 mil, 500 mil carros. O line-up da VW é um dos mais abrangentes do mundo”, concluiu.

ID.3: o caçula da família elétrica Volkswagen

ID.3 mostrado à imprensa tinha 204 cavalos de potência e muita tecnologia (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)

O ID.3 pode ser considerado o caçulinha da família elétrica Volkswagen, pois é o que tem as menores dimensões. A aposta da marca alemã para cativar os órfãos do Golf tem 4,26 m de comprimento, 1,81 m de largura e 1,55 m de altura, com 2,76 m de distância entre-eixos.

Apesar do tamanho similar ao do irmão a combustão, o peso é sensivelmente maior por conta das baterias. O ID.3 carrega 1.719 kg e, para isso, foi equipado com três tipos de bateria e três níveis de potência.

Construído sob a plataforma MEB, ele oferece três conjuntos: 45 kWh, com autonomia para 330 km; 58 kWh (420 km) ou 77 kWh (550 km). Em termos de potência, o cliente poderá escolher modelos com 145, 204 ou 299 cavalos. O exposto no evento foi o de 204 cavalos e 58 kWh.

O pacote de acessórios também será dividido em versões, com a básica oferecendo sistema de navegação nativo, aquecimento dos bancos e cabo de carga, enquanto a mais completa acrescentará ainda piloto automático, câmera de ré, iluminação ambiente e outros mimos.

ID.4: SUV elétrico promete chacoalhar o mercado

ID.4 é o SUV elétrico da Volkswagen cotado para vir ao Brasil (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)

O segundo da família elétrica que deve ser confirmado pela Volkswagen para o mercado brasileiro em 2022 é o ID.4. Ele já tinha dado as caras por aqui no início de novembro, como atração do Boat Show, evento realizado em São Paulo. Agora, deu mais um passo para ficar em definitivo por aqui.

O ID.4 é maior do que o irmão em todas as dimensões. Ele mede 4,58 m de comprimento, 1,85 m de largura, 1,64 m de altura e entre-eixos de 2,77 m. O modelo que ficou estático no pavilhão no mês passado também é mais potente que o ID.3.

Ele tem um conjunto de baterias de 77 kWh, que oferece uma autonomia de até 522 km no ciclo europeu (WLTP) e oferece potência de 204 cavalos. Há ainda versões com 148 ou 170 cavalos na variante “normal” do ID.4.

O modelo esportivo (ID.4 GTX), por sua vez, chega a 299 cv, com torque imediato de 46,9 kgfm, por conta de um segundo motor, instalado na frente do veículo.

De acordo com a marca, independentemente do modelo do ID.4, bastam 30 minutos de recarga rápida para recuperar até 80% da bateria (considerando uma recarga DC, de 100 kW).

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.