Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Venda de carros eletrificados quase dobrou no Brasil em 2023

Por| Editado por Jones Oliveira | 18 de Janeiro de 2024 às 09h55

Link copiado!

Crazyphotography/Envato/CC
Crazyphotography/Envato/CC

O mercado de carros eletrificados novos no Brasil praticamente dobrou de tamanho em 2023, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE). Somando-se veículos híbridos e elétricos puros, foram registrados 93.927 emplacamentos entre janeiro e dezembro.

O número representa um aumento de 91% em relação ao mesmo período de 2022, ano no qual foram vendidos 49.245 novos carros eletrificados no país. O mês de dezembro, particularmente, foi o mais marcante para o setor.

De acordo com a ABVE, o último mês do ano registrou 16.279 novos carros eletrificados emplacados, número quase três vezes maior do que o mesmo período de 2022, em que foram vendidas 5.587 unidades — alta de 191%.

Continua após a publicidade

O mês de dezembro também foi excelente para os eletrificados plug-in (que necessitam de recarga externa, na tomada). O segmento representou 70% das vendas totais do setor, sendo responsável por 11.371 dos 16.279 emplacados no período. No ano, foram 52.359 unidades vendidas, 56% do total do segmento.

Imposto de importação não preocupa

A volta do imposto de importação sobre os carros eletrificados, válida desde o dia 1º de janeiro no Brasil, já impactou diretamente os preços de alguns modelos, e deixou os carros da BMW até R$ 40 mil mais caros.

A aplicação da alíquota, porém, não está tirando o sono de Ricardo Bastos, presidente da ABVE. Segundo o principal executivo do órgão, a previsão para 2024 é de que o segmento mantenha o crescimento apresentado no último ano.

“Os números apresentam uma sensível evolução desse mercado e confirmam a confiança cada vez maior do consumidor pelas novas tecnologias. Ainda estamos avaliando o efeito das novas alíquotas do imposto de importação, mas já posso antecipar que, ainda assim, teremos boas surpresas em 2024”.