Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Tesla revê planos do Supercharger e vai recontratar demitidos

Por| Editado por Jones Oliveira | 14 de Maio de 2024 às 09h10

Link copiado!

Reprodução/Tesla
Reprodução/Tesla
Tudo sobre Tesla

A Teslainiciou uma enorme onda de demissões globais há cerca de um mês e, após dispensar cerca de 10% da força de trabalho, cortou outra enorme quantidade de funcionários, incluindo executivos do alto escalão da empresa.

Nesta semana, porém, a situação, ou ao menos parte dela, deu um giro de 180º. Pelo menos é o que relata uma reportagem da Bloomberg sobre os futuros investimentos prometidos por Elon Musk, CEO da companhia, para a rede Supercharger.

O bilionário pretende aportar US$ 500 milhões para a expansão da rede de carregadores super-rápidos e, para isso, terá de contar com os serviços de boa parte dos funcionários demitidos na última leva, já que eles, ironicamente, estavam envolvidos justamente no projeto do Supercharger.

Continua após a publicidade

Um dos que terão a demissão revertida será Max de Zegher, braço direito da ex-chefe do departamento, Rebecca Tinucci, que também foi demitida no último corte a mando de Musk. Tinucci estava há seis anos à frente do projeto e, segundo a Bloomberg, foi demitida por “não dispensar funcionários suficientes por conta própria”.

Musk cortou time inteiro do Supercharger

O número exato de funcionários que serão recontratados pela Tesla não foi divulgado, mas a reportagem da Bloomberg lembrou que no último corte o CEO demitiu nada menos que 500 colaboradores envolvidos com o Supercharger.

Continua após a publicidade

Como agora, aparentemente, os carregadores super-rápidos são a nova “joia da coroa”, os investimentos servirão para trazer de volta boa parte do time que trabalhará na expansão da rede de carregadores da Tesla. Tinucci, que chefiava o departamento, porém, não fará parte da lista de recontratados, pelo menos a princípio.

Fonte: Bloomberg