Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Relay Attack | Novo golpe clona chave do seu carro à distância

Por| Editado por Jones Oliveira | 15 de Outubro de 2023 às 09h30

Link copiado!

Kashif-afridi/Unsplash/CC
Kashif-afridi/Unsplash/CC

Uma nova técnica de roubo de carros, altamente tecnológica, surgiu durante a pandemia da covid-19 na Europa e, desde meados de 2022, parece ter virado moda no Brasil. Batizada de Relay Attack, ela foi criada por hackers para burlar sistemas de segurança de notebooks e outros aparelhos eletrônicos e acabou “migrando” para o segmento automotivo.

No caso dos carros, a vulnerabilidade envolve os veículos que oferecem um acessório cada vez mais presente nos modelos modernos, especialmente nos chamados “carros conectados”: a chave presencial — aquela que não exige a inserção na fechadura para destravar as portas e dar partida na ignição.

O Relay Atacck utiliza a tecnologia para clonar, à distância, a chave do veículo definido como alvo pelos bandidos e, então, permitir a entrada e o roubo efetivo do carro sem a necessidade de arrombamento das portas ou janelas.

Continua após a publicidade

Como funciona o Relay Attack?

Popularmente chamado de “golpe da chave” no Brasil, o Relay Attack é um método sofisticado e simples ao mesmo tempo. A sofisticação está presente no uso da tecnologia necessária para clonar a chave do carro que será roubado; a simplicidade está na execução da ação pelos bandidos.

Note que utilizamos a palavra “bandidos”, no plural, para explicar como funciona o Relay Attack. Isso porque só é possível realizar o golpe que clona a chave do seu carro com duas pessoas envolvidas simultaneamente.

Continua após a publicidade

O primeiro ladrão carrega consigo um dispositivo capaz de captar e “roubar” o sinal da chave presencial do carro. Segundo reportagem do portal britânico Daily Mail, os aparelhos dotados da tecnologia de clonagem são vendidos livremente em e-commerces (inclusive no Brasil) por preços bem baixos e podem copiar os sinais em distâncias de até 100 metros.

Depois de “roubar” o sinal da chave, o aparelho do primeiro bandido faz a transmissão para o comparsa, que está posicionado perto do carro. A partir desse momento, ele tem sua própria chave presencial e consegue, sem esforço, abrir a porta do carro e dar a partida na ignição do veículo. Tudo sem alertar o dono sobre o roubo que está acontecendo.

Como evitar o golpe da chave?

Continua após a publicidade

O aumento no número de casos de carros roubados após terem a chave clonada por meio do Relay Attack levantou uma questão: há maneiras de se proteger e evitar o golpe da chave? A resposta curta e simples é que sim, dá para evitar o golpe, mas será preciso um pequeno investimento.

Daniel Armbruster, especialista em segurança que trabalha na Triple A (AAA, ou Associação Americana de Automóvel, em português), enumerou medidas a serem seguidas para evitar a clonagem da chave do veículo, tanto para dentro quanto fora de casa.

Dentro de casa

Continua após a publicidade

Para ficar protegido dentro de casa, as principais dicas são as seguintes:

  • Não deixe as chaves à mostra ou perto da porta da frente;
  • Se possível, guarde as chaves ou o controle remoto em um armário de metal ou em algum tipo de dispositivo que bloqueie o sinal, como a geladeira;
  • Procure estacionar em garagens fechadas e esconda objetos de valor;
  • Adicione proteções extras ao carro, como travas de direção e sistemas de rastreamento.

Carro fora de casa

Continua após a publicidade

Quando o carro estiver estacionado na rua, as dicas para evitar ser vítima do Relay Attack são mais simples, segundo o que disse o especialista da Triple A ao Daily Mail.

  • Compre uma carteira tipo Faraday para guardar a chave, pois ela bloqueia sinais eletrônicos;
  • Enrole a chave do carro em papel alumínio, embora possa parecer estranho, também produz o efeito de bloquear as ondas de rádio e, assim, impedir que o sinal dela seja rastreado e copiado pelo dispositivo do ladrão.

É melhor ter o trabalho de desenrolar a chave embrulhada em papel alumínio todas as vezez que quiser entrar no carro do que correr o risco, cada vez mais alto, de ficar sem ele, não é mesmo?

Fonte: Daily Mail