SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

Por que o preço do etanol sobe junto com a gasolina?

Por| Editado por Jones Oliveira | 19 de Agosto de 2022 às 15h00

Link copiado!

Alessandro Reis/Flickr/CC
Alessandro Reis/Flickr/CC

Os preços dos combustíveis vivem dando dores de cabeça em quem precisa usar o carro constantemente para se locomover ou, de uns tempos para cá, como o próprio ganha pão, como motorista de aplicativo. Por conta disso, uma pergunta que sempre vem à tona quando a Petrobrás anuncia reajustes é a respeito do etanol. Afinal, por que o preço do etanol sobe junto com a gasolina?

A resposta para esta pergunta vai te surpreender e, muito provavelmente, te irritar. Antes dela, porém, vamos esclarecer alguns pontos que diferenciam os dois combustíveis e, portanto, justificariam que a política de preços não caminhasse lado a lado, como ocorre no País.

Etanol é derivado do petróleo?

Continua após a publicidade

Ao contrário do diesel, combustível fóssil derivado do petróleo, assim como a gasolina, o etanol é extraído da cana de açúcar e tem sua produção 100% nacional. Desta forma, a justificativa mais comum utilizada pela estatal, de que aumentou o combustível para “acompanhar a cotação do mercado internacional” cai por terra com respeito à majoração do etanol.

O fato de a gasolina comum conter 27% de etanol anidro na composição da fórmula também não justifica o aumento no preço do biocombustível na mesma proporção do fóssil. Vale lembrar que o etanol que vai diretamente para o tanque do carro é diferente, pois contém maior adição de água.


Por que, então, o preço do etanol sobe junto com a gasolina, se os dois combustíveis têm origem e produção diferentes? É o que vamos explicar logo abaixo.

Continua após a publicidade

Paridade de preços

Uma das explicações para justificar o que pouca gente entende é a chamada paridade de preços. Em entrevista recente para o JC online, Alfredo Pinheiro Ramos, presidente do Sindcombustíveis, explicou que a regra determina que o etanol custe 70% do preço da gasolina para “ser competitivo” e dar opções ao consumidor. Mas o litro dele não pode ser muito mais barato do que o litro da gasolina.

A “culpa” é sua

Anelise Santos, diretora da rede Ticket Log, explicou ao Uol que, se a Petrobras majorar o preço da gasolina e mantiver o do etanol, a demanda pelo biocombustível crescerá muito, e causará um desequilíbrio nos estoques. Como a tendência do motorista é procurar pelo etanol, há o risco de desabastecimento.

Continua após a publicidade

Antônio de Pádua Rodrigues, diretor-técnico da Unica (União da Indústria de Cana de Açúcar), foi ainda mais direto em entrevista concedida ao Uol, ao afirmar que “quando a oferta é menor do que a demanda, isso faz o preço subir”.

O resumo de tudo, e a resposta que provavelmente vai te irritar para colocar um fim ao “mistério” envolvendo o porquê o preço do etanol sobe junto com o da gasolina é que, no fim das contas, o culpado por isso é você, canaltecher, e todos nós que optamos por colocar etanol nos tanques dos nossos carros para tentar economizar com o abastecimento.

O lado "bom" desta política é que, quando o reajuste é para baixo, como ocorreu nas primeiras semanas de agosto, a regra se mantém. O preço do etanol também é reduzido, caso contrário, os postos não conseguirão reduzir o estoque e a oferta será bem maior do que a demanda.

Continua após a publicidade

Com a baixa do ICMS, o preço da gasolina caiu de uma média de R$ 7,39 para R$ 5,74, ou 22,3% de queda no ano de 2022. Já o etanol também teve uma baixa interessante em seus valores, com queda 23,8% na média do preço em todo o território nacional. O combustível derivado da cana já chegou a custar R$ 5,34 e agora é encontrado por R$ 4,21.