Publicidade

"Operação Tartaruga" do Ibama encalha 50 mil carros nos portos

Por| Editado por Jones Oliveira | 10 de Maio de 2024 às 10h45

Link copiado!

Freepik/CC
Freepik/CC

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), órgão que emite o licenciamento ambiental dos carros importados que chegam ao Brasil, se tornou dor de cabeça para as montadoras, que voltaram a investir pesado no país. O motivo? A Operação Tartaruga.

Há alguns meses a emissão desses certificados, que são obrigatórios, não está sendo feita da forma “ideal” e, com isso, milhares de carros que já poderiam estar à venda continuam “encalhados” nos portos brasileiros.

Isso acontece por conta de uma greve dos servidores do Ibama que teve início em janeiro de 2024. Os colaboradores demandam melhorias salariais e das condições de trabalho; e apesar de não terem interrompido o serviço totalmente, adotaram um procedimento batizado de “Operação Tartaruga”.

Continua após a publicidade

O nome não foi escolhido ao acaso, pois o trabalho, embora continue sendo feito, está sendo realizado “a passos de tartaruga”. Na prática, isso significa que um processo de emissão de licença ambiental de um carro, que normalmente leva 10 dias para ser concluído, agora está demorando 60 dias — prazo máximo legal para a expedição.

Encalhe é de quase 50 mil carros

Segundo informações da Anfavea, a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, a fila de carros encalhados nos portos brasileiros já está próxima de 50 mil unidades, das mais diversas marcas e modelos.

O Canaltech está no WhasApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Um dos modelos mais afetados é a Fiat Titano, caminhonete média que foi lançada na primeira quinzena de março. Como é fabricada no Uruguai, a picape tem que passar pelo crivo do Ibama para desembarcar no país, mas está esbarrando na Operação Tartaruga.

De acordo com a Stellantis, os clientes têm procurado insistentemente pela Titano nas concessionárias da marca, mas não há carros disponíveis para entrega. O reflexo disso está nas vendas.

Em abril, somente 43 unidades da Fiat Titano foram emplacadas, segundo a Fenabrave. Número decepcionante, especialmente para quem chegou ao Brasil com o sonho de desbancar a Toyota Hilux do topo do ranking.