Montadora chinesa lança primeiro carro produzido em massa com sensores LiDAR

Por Felipe Ribeiro | Editado por Douglas Ciriaco | 16 de Abril de 2021 às 09h31
Xpeng Motors

O CEO da Tesla, Elon Musk, sempre buscou deixar seus carros o mais autônomos possível, porém relutando em utilizar os sensores LiDAR, sabidamente um dos mais avançados do mercado. Mas uma movimentação na China pode mudar a visão do executivo: a rival Xpeng Motors acaba de anunciar o primeiro carro produzido em massa com essa tecnologia, o sedã elétrico P5.

O P5, que tem porte médio, será equipado com 32 sensores, sendo duas unidades LiDAR, 12 sensores ultrassônicos, radares de ondas de 5 milímetros e 13 câmeras de alta resolução, que são capazes de detectar pedestres, ciclistas, objetos estáticos, obras nas vias e, claro, automóveis, motos e caminhões.

O diferencial do LiDAR está em sua capacidade. Com essa tecnologia, que trabalha aliada com a plataforma de computação Snapdragon SA8155P da Qualcomm, o alcance de detecção de visão frontal do P5 é de 150 metros, dando ao sedã 150º de campo de visão para a ativação de recursos como reconhecimento de sinais de trânsito e semáforo, curvas, ultrapassagens de outros veículos e eventuais obstáculos.

Imagem: Xpeng Motors

De acordo com a Xpeng, esses sensores foram testados durante um bom tempo, mas no sedã maior, o P7, que vai receber essa atualização em breve. Com isso, foi possível lançar o P5 antes e com essas tecnologias. A montadora afirma que nas avaliações o carro foi capaz de percorrer 3.675 quilômetros, uma viagem de Guangzhou à Pequim, apenas no modo autônomo.

Imagem: Xpeng Motors

Vale lembrar que o P5 é um carro elétrico e ainda terá suas especificações técnicas reveladas. Mas a notícia de que ele será produzido em massa já com os sensores LiDAR pode soar como um enorme desafio a Elon Musk, que considera a tecnologia muito cara para ser colocada em todos os Tesla.

A Xpeng deve anunciar os preços, especificações e informações de desempenho do P5 no Auto Shanghai 2021, que acontece na próxima semana.

Fonte: South China Morning Post

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.