JAC E-J7 100% elétrico chega para inovar e desafiar rivais

JAC E-J7 100% elétrico chega para inovar e desafiar rivais

Por Paulo Amaral | Editado por Jones Oliveira | 19 de Janeiro de 2022 às 19h50
Paulo Amaral/Canaltech

A JAC Motors anunciou o E-J7, sedan 100% elétrico da marca, em novembro de 2021 e nesta terça-feira (18) inovou ao apresentar o modelo oficialmente.

A montadora chinesa, que adotou como estratégia de campanha o fato de o E-J7 custar igual (ou menos) que os rivais a combustão e ter melhor desempenho, resolveu provar isso da melhor maneira possível: na prática. Ou melhor, na pista.

A reportagem do Canaltech fez parte do grupo de jornalistas convidados a conhecer o JAC E-J7 na pista do Haras Tuiuti, que recentemente abrigou o Electric Experience. A ideia foi acelerar o sedã chinês em duelos de arrancada contra rivais como Audi A4 2.0, Mercedes CL 180 e BMW 320i GP.

JAC E-J7 tem motor de 193 cavalos e bateria com autonomia para 402 quilômetros (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)

Em entrevista exclusiva concedida à beira da pista do Haras Tuiuti, Sérgio Habib, presidente da JAC Motors no Brasil, revelou que nem mesmo os chineses sabiam da ideia inovadora: “É corajoso. Tem que ter peito para colocar um sedan chinês concorrendo com três excelentes carros, que são referências. E o nosso carro não faz feio. Isso é que é interessante”.

Como é e quanto custa o JAC E-J7?

O JAC E-J7 tem 4,77 metros de comprimento, 1,82 m de largura e 2,76 m de entre-eixos. As especificações dizem que o JAC E-J7 é equipado com motor de 193 cv e 34,67 kgfm de torque, configuração que o faz acelerar de 0 a 100 km/h em 5,9 segundos.

A bateria de 50,1 kWh, segundo a JAC Motors, dará ao sedan 100% elétrico autonomia de até 402 quilômetros. Para que tal eficiência seja alcançada, no entanto, há um limitador de velocidade, que não permite ao carro ultrapassar os 150 km/h.

“Ele é muito rápido, a suspensão traseira é bem acertada. Quando você dirige nosso carro em uma pista como essa, vê que ele faz curvas que só um sedan consegue fazer”, resumiu o presidente da JAC, feliz com o desempenho do carro.

O sedan custará aos interessados R$ 265 mil em versão única. O carro, assim como o E-JS1, foi desenvolvido na China em parceria com a Volkswagen e oferecerá 5 anos de garantia aos clientes.

O lado “negativo” do carro também foi apontado pelo próprio executivo da marca. “Ele não tem, talvez, a mesma sofisticação de interior que um Audi, uma Mercedes ou uma BMW, mas foi todo revisto pela Volkswagen e tem um pouco de dedo da Audi”, revelou.

“Temos uma tela de iPad de 13 polegadas, que exibe todas as informações do carro. Ou seja: ele é bastante moderno, por um preço muito competitivo, principalmente levando em conta que é 100% elétrico. Ele é o primeiro do Brasil a ser vendido em uma faixa de preço igual ou menor que os concorrentes a combustão”.

E-J7 tem 4,77 metros de comprimento, 1,82 m de largura e 2,76 m de entre eixos (Imagem: Paulo Amara/Canaltech)

Como são os rivais do sedan chinês?

Os concorrentes desafiados na pista pelo E-J7 também são bastante nervosos. O Audi A4 2.0, por exemplo, tem 252 cavalos de potência e custa a partir de R$ 286 mil.

A BMW 320i GP, segundo rival escolhido pela JAC para exaltar o E-J7, tem motor de 184 cv, vai de 0 a 100 km/h em 7,1 segundos e custa a partir de R$ 280 mil.

Fechando a trinca de oponentes, a marca chinesa desafiou a Mercedes C 180, dotada de motor 1.6 turbo de 156 cv, que acelera de 0 a 100 km/h em 7,5 segundos e custa R$ 349 mil.

Desempenho do JAC E-J7 na pista

JAC E-J7 disputou várias provas de arrancada contra Audi, BMW e Mercedes (Imagem: Paulo Amaral/Canaltech)

A JAC precisou “ter peito”, como disse o presidente da marca, para colocar o E-J7 para encarar rivais tradicionais na pista do Haras Tuiuti em seu evento de lançamento. E realmente não fez feio.

As duas unidades disponíveis do sedan chinês deram centenas de arrancadas, ora contra Mercedes, ora contra Audi, ora contra BMW. O roteiro preparado pela organização era simples e sempre o mesmo: um jornalista em cada carro, a contagem regressiva e a arrancada.

Ao final de cada “turno”, os jornalistas trocavam de carro e repetiam o procedimento para tentar, com o modelo a combustão, levar vantagem sobre o ágil e surpreendente sedan da JAC Motors.

A precisão dos duelos, no entanto, também dependia muito da habilidade dos “pilotos”, como mostra o vídeo acima, com duas disputas entre o modelo chinês e o luxuoso sedan alemão.

De uma forma geral, no entanto, a divertida apresentação serviu para provar que o sedan chinês tem atributos para brigar de igual para igual com os rivais a combustão, pelo menos em motorização, conforto, desempenho e, principalmente, preço.

Falta, agora, caprichar um pouquinho mais no pacote destinado à segurança e aos itens de segurança, como assistência de permanência em faixa, frenagem de emergência ou controle de tração, que não fazem parte da lista de equipamentos do divertido JAC E-J7.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.