Hyundai lança plataforma parra carros elétricos e planeja 23 modelos até 2025

Por Felipe Ribeiro | 03 de Dezembro de 2020 às 12h54
Hyundai

Nesta semana, a Hyundai deu um grande passo para a eletrificação quase que completa de sua frota de carros. A gigante sul-coreana lançou a nova plataforma para carros elétricos que será utilizada pela marca-mãe e todas as outras submarcas do grupo, como a Kia Motors. O projeto prevê inúmeras melhorias e novidades para o segmento e será a base para 23 modelos até 2025. Todos os detalhes dessa plataforma foram mostrados em um evento online que foi acompanhado pelo Canaltech.

Projetada exclusivamente para BEVs (veículos elétricos movidos à bateria), a E-GMP (Plataforma Modular Elétrica-Global) oferece várias vantagens para acomodação de toda a tecnologia que envolve um carro elétrico. Os benefícios incluem maior flexibilidade de desenvolvimento, desempenho de condução, maior autonomia, recursos de segurança aprimorados e mais espaço interno para passageiros e bagagem.

A E-GMP reduz a complexidade por meio da modularização e padronização, permitindo o desenvolvimento de produtos que podem ser usados na maioria dos segmentos de veículos, como sedãs, SUVs e CUVs. Além disso, o desenvolvimento flexível pode satisfazer várias necessidades dos consumidores quanto ao desempenho do veículo. Como exemplo, um modelo de alto desempenho poderá acelerar de 0 a 100 km/h em menos de 3,5 segundos e atingir velocidade máxima de 260 km/h, bem como uma maior dirigibilidade e estabilidade ao volante.

Imagem: Hyundai Group Motor

Espaço para uma nova motorização

Como já visto aqui no Canaltech com alguns modelos disponíveis no mercado, os carros elétricos são bem gostosos e divertidos de se guiar justamente por seus motores, que disponibilizam torque de modo imediato. No caso das benesses trazidas pela E-GMP da Hyundai, isso não será diferente, graças, segundo empresa, ao novo sistema compacto de energia.

Esse sistema compacto de energia elétrica (PE) da E-GMP consiste em um motor potente, transmissão EV e inversor, todos integrados em um único módulo compacto. Isso garante um desempenho poderoso, aumentando a rotação máxima do motor em até 70% em comparação com os motores existentes. O motor de alta rotação é menor que outros motores, ao mesmo tempo em que oferece desempenho similar e maior eficiência em espaço e peso.

Imagem: Hyundai Group Motor

Além disso, os carros contarão com um sistema de suspensão traseira de cinco braços, que normalmente é usado nos segmentos de veículos de médio e grande porte, e o primeiro eixo de tração integrado (IDA) produzido em série do mundo, que combina os rolamentos das rodas com o eixo de tração para transmitir potência às rodas, aumentam o conforto de condução e a estabilidade de direção.

Proteção da bateria e modo de carregamento

Já com relação à bateria, a plataforma garante a segurança por meio de uma estrutura de apoio feita de aço de ultra-alta resistência. Componentes de aço prensados a quente envolvem essa estrutura proporcionando rigidez adicional. A energia de uma colisão pode ser absorvida de forma eficiente graças a seções deformáveis da carroceria e do chassi, sequencia de deformação mais eficaz e uma parte central do conjunto de baterias que está firmemente ligada à carroceria do veículo. Tudo isso, claro, pensado com um conjunto de resfriamento, que, segundo a montadora, é 10% melhor do que os mais comuns usados no mercado.

Imagem: Hyundai Group Motor

Já com relação ao carregamento, a E-GMP oferece capacidade padrão de recarga de 800V e permite o carregamento em 400V sem a necessidade de componentes ou adaptadores adicionais. O sistema de recarga multivoltagem é a primeira tecnologia patenteada do mundo que opera o motor e o inversor para aumentar de 400V a 800V e proporciona uma compatibilidade de recarga estável.

De acordo com a Hyundai, um modelo BEV baseado na E-GMP é capaz de uma autonomia de mais de 500 km com uma bateria totalmente carregada, de acordo com o Procedimento Mundial Harmonizado para Teste de Veículos Leves (WLTP). Além disso, ele pode ser recarregado em modo rápido para até 80% em apenas 18 minutos ou adicionar cerca de 100 km de autonomia em apenas cinco minutos.

Ao contrário dos modelos BEVs anteriores, que só aceitam carregamento unidirecional, o sistema de recarga da E-GMP é mais flexível. A Unidade de Controle de Carga Integrada (ICCU) recentemente desenvolvida para a E-GMP, representa um avanço dos Carregadores de Bordo (OBC) existentes, que normalmente permitem que a eletricidade flua apenas em uma única direção a partir de uma fonte de energia externa.

A ICCU possibilita uma nova função de recarga para o veículo (Vehicle-to-Load, V2L), que pode transferir energia da sua bateria sem componentes adicionais. Isso permite que o BEV baseado na E-GMP alimente outras máquinas elétricas (110/220V) em qualquer lugar. O sistema pode até ser usado para recarregar outro automóvel elétrico.

A nova função V2L pode fornecer até 3,5 kW de energia e alimentar um aparelho de ar-condicionado de médio porte e uma televisão de 55 polegadas por até 24 horas.

Modelos futuros e Brasil

Falando especificamente de carros com essa plataforma, os próximos SUVs eletrificados da marca, os novos Kia Sportage e Hyundai Tucson devem contar com essas novas tecnologias em seus modelos eletrificados, sobretudo os 100% elétricos e os Híbridos Plug-In. Ambos ainda não foram confirmados para o Brasil, mas é possível que o país esteja no trilho dessas novidades.

Como citamos acima, a projeção da Hyundai é lançar 23 veículos eletrificados até 2025 em caráter global, com estimativa de vendas de 1 milhão de unidades.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.