Fiat 500 elétrico chega ao Brasil no segundo semestre de 2020

Por Felipe Ribeiro | 05 de Março de 2020 às 10h48
FIAT

Depois de ver algumas concorrentes entrarem no mercado de carros eletrificados, a Fiat já começa a mostrar suas garras e apostas para este segmento que não para de crescer. Depois de confirmar que trará as versões híbridas plug-in do Jeep Compass e Renegade ao Brasil, a montadora italiana garantiu que lançará um modelo 100% elétrico no país ainda este ano. Ao que tudo indica, será mesmo o Fiat 500 100% elétrico.

Fora do mercado brasileiro desde 2018, é possível que o automóvel passe desapercebido pelos populares quando for lançado, uma vez que a Fiat não fará mudanças drásticas em seu design, que é extremamente agradável e único. Mas o produto será bem diferente do que estávamos habituados. Se por fora as mudanças foram bem sutis, com linhas mais arredondadas, o incremento dos faróis em LED, comprimento e a largura crescendo 6 centímetros (atingindo 3,63 m e 1,69 m, respectivamente) e mais 2 cm de entre-eixos, dentro é que o produto mudou completamente.

Usando uma plataforma nova e sem uma transmissão passando na parte de baixo, o Fiat 500 elétrico deve receber um assoalho reto com as baterias de íon-lítio de 42 kWh, que alimentam o motor de 118 cv. A aceleração será digna de um elétrico, precisando de 3,1 segundos para chegar a 50 km/h e 9 segundos até os 100 km/h. A velocidade máxima é limitada a 150 km/h, para preservar a autonomia de até 320 km.

Imagem: FIAT

Se carregado em uma estação ultrarrápida de 85 kW, o 500 precisará de apenas cinco minutos para carregar 50 km de autonomia, ou 80% da carga total em 35 minutos. Em uma rede doméstica, o tempo para uma carga completa sobe para cerca de 14 horas. O carro conta com três modos de condução: Normal, Range e Sherpa. O Range já ajusta o carro focando na autonomia, limitando a velocidade máxima para 80 km/h e desligando o ar-condicionado para garantir que o carro tenha ainda mais a percorrer, enquanto o Sherpa é o extremo oposto.

Imagem: FIAT

Na cabine, podemos ver nas imagens que ele tem um elegante painel com tela sensível ao toque de 10,25 polegadas no estilo "flutuante" e alguns poucos botões para o ar-condicionado logo abaixo do display. O cluster de instrumentos foi substituído por uma tela de 7 polegadas. Como citamos, o 500 elétrico não terá uma alavanca de transmissão. Para mexer no câmbio, basta usar os botões que estão logo abaixo do ar-condicionado. A central multimídia usa a nova geração do sistema, chamada Uconnect 5, que será sempre conectada à internet e que conta com o espelhamento de smartphones por meio do Android Auto e Apple Car Play.

Imagem: FIAT

No campo da segurança, o 500 elétrico será bem atraente e equipado. Ele terá à disposição sistema de frenagem automática, monitor de ponto cego, sistema de permanência em faixa e controle de cruzeiro adaptativo.

Ainda não há previsão de preços ou data de lançamento do Fiat 500 elétrico no Brasil, mas o produto deve mesmo chegar no segundo semestre de 2020.

Fonte: InsideEVs

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.