Publicidade

Como funciona o sistema híbrido do BYD Song Plus?

Por| Editado por Jones Oliveira | 17 de Dezembro de 2023 às 12h30

Link copiado!

Paulo Amaral/Canaltech
Paulo Amaral/Canaltech

O BYD Song Plus DM-i, primeiro carro híbrido da montadora chinesa a ser lançado no Brasil, tem como principal destaque sua absurda autonomia. Graças ao seu exclusivo sistema híbrido, o SUV é capaz de rodar até 1.600 km por ciclo, combinando a capacidade do conjunto de baterias de 8,3 kWh com o uso do combustível — atualmente gasolina — no tanque de 60 litros.

Mas qual será o segredo desse carro? Como ele funciona para oferecer tanta autonomia ao motorista? Para responder exatamente como funciona o sistema híbrido do BYD Song Plus que o Canaltech conversou com um dos principais executivos da marca, o Diretor de Vendas Henrique Antunes.

Continua após a publicidade

Inovação: a chave da eficiência do BYD Song Plus

Em entrevista exclusiva para o Canaltech, o executivo da montadora chinesa explicou, em poucas palavras, o porquê de o sistema híbrido do BYD Song Plus DM-i ser tão eficiente. Segundo ele, o segredo está em uma palavra: inovação.

“A exclusiva tecnologia BYD super híbrida plug-in DM-i reúne diversos benefícios, incluindo baixo consumo de combustível, rápida aceleração, dirigibilidade suave, além de baixa emissão de CO2. Quando comparado aos veículos tradicionais à combustão, o Song Plus DM-i se destaca como um produto inovador”, garantiu Antunes.
Continua após a publicidade

Como funciona o sistema híbrido do BYD Song Plus?

O Diretor de Vendas da marca também elucidou, de maneira didática, como funciona o sistema híbrido do SUV e os motivos que o fazem ser diferente dos encontrados em modelos de outras marcas.

“A tecnologia super híbrida DM-i está à frente de seu tempo, pois é capaz de mesclar os modos de utilização. Para curtas distâncias, por exemplo, usa o sistema elétrico, de maior economia. Já para longas distâncias, de forma inteligente, aciona o modo híbrido, unindo o motor térmico ao elétrico”.

O executivo revelou ainda que os engenheiros da BYD implementaram no Song Plus DM-i recursos que fazem o sistema “entender” como tirar o melhor proveito do conjunto mecânico sem perder performance ou desperdiçar energia.

Continua após a publicidade

“O sistema DM-i leva em consideração tanto o desempenho quanto a eficiência energética. São 3 módulos de direção na tecnologia híbrida do Song Plus DM-i: modo EV, modo paralelo HEV e modo HEV série”, concluiu.

Os três modos de condução mudam o comportamento do Song Plus e optam sempre pela maior eficiência para cada situação. Eles funcionam da seguinte forma:

Modo EV

Continua após a publicidade

Ativado de duas formas (automaticamente ou por meio de um discreto botão no console), ele age em baixas e médias velocidades, e é o ideal para uso urbano, pois une o silêncio do motor elétrico com zero emissão de combustão e zero uso da gasolina. O alto torque é outra vantagem do modo EV.

Modo paralelo HEV

Esse segundo modo combina o motor a combustão com a geração de energia de alta eficiência, também em baixas e médias velocidades, mas sob rápida aceleração. Nesses casos, o motor e a bateria acionam as células elétricas, equilibrando o baixo ruído com o também mínimo consumo de combustível.

Continua após a publicidade

Modo HEV série

Esse é o modo que atua predominantemente em altas velocidades, no qual os motores a combustão e elétrico operam de forma cooperativa e eficiente, sempre em busca de economizar energia e tirar o máximo de desempenho do carro.