Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Bugatti Bolide | Supercarro de quase 2.000 cv encara até F1

Por| Editado por Jones Oliveira | 17 de Abril de 2024 às 20h00

Link copiado!

Divulgação/Bugatti
Divulgação/Bugatti

Um carro com “pedigree de corrida”. Essa foi a forma encontrada pela marca francesa para definir, de um modo simples e direto, o Bugatti Bolide, supercarro que tem sob o capô o consagrado motor W16, presente também em outros modelos da montadora, como o aposentado Chiron. Mas com uma diferença: é ainda mais "nervoso".

Pronto para começar a ser produzido em série e, posteriormente entregue a um seleto grupo de clientes, já que apenas 40 unidades sairão da fábrica, o Bugatti Bolide entregará nas mãos do felizardo motorista mais de 1.600 cv de potência e especificações que o farão “encarar até os caríssimos carros de Fórmula 1”, segundo a marca.

O segredo para se tornar ainda mais feroz que o Chiron está no projeto. O Bugatti Bolide tem algumas particularidades em sua construção que o farão ser mais ágil e, acreditem, mais veloz que os monopostos que Lewis Hamilton, Max Verstappen e outras feras da Fórmula 1 aceleram nas pistas.

Continua após a publicidade
“O Bolide passou por modificações nos turbocompressores e nos sistemas de lubrificação para suportar temperaturas e forças elevadas. Os sistemas de admissão e escape foram calibrados para dar uma resposta ainda mais rápida. Tudo foi criado em torno do motor, e ele entrega um nível de desempenho para todos os entusiastas. O poder do W16 está totalmente liberado”, avisou a marca, no site oficial.

Como é o Bugatti Bolide?

Além do motor W16 sob o capô e das mudanças citadas pela própria marca no site, o Bugatti Bolide tem outras configurações capazes de deixar até mesmo os campeões de Fórmula 1 de boca aberta. Duvida?

Vamos começar, então, com pelos números puros: o Bugatti Bolide pesa 1.133 kg (contra 1.950 kg do Chiron), atinge 380 km/h, 8 km/h a mais que a máxima de um Fórmula 1 atualmente, e faz curvas a 2,5 g, metade do que os pilotos de Fórmula 1 experimentam. E o que isso quer dizer, na prática? Andy Wallace, piloto da Bugatti, dá a resposta.

“A sensação quando você sai de uma curva, pressiona o acelerador e sente aquela onda implacável de potência é incomparável. A saída é a 100 km/h, sobe para 200 km/h e, quando chega aos 300 km/h, é algo impressionante. Nesse cenário, dá para dizer que o Bolide se distanciaria de um carro de Fórmula 1”.

Segundo a marca, o Bolide conta com acertos diferenciados de chassi, que permitem ajustar o fluxo de ar e a aerodinâmica. Isso faz com que o supercarro alcance “níveis de desempenho incomparáveis”, como o próprio piloto da marca testemunhou.

Continua após a publicidade

Quanto custa o Bugatti Bolide?

O Bugatti Bolide passou mais de 4 anos em testes desde que sua versão protótipo foi apresentada e, agora que está pronto, terá produção limitada a apenas 40 unidades. Os futuros proprietários, porém, precisarão ter uma bela conta bancária.

Cada um dos supercarros será vendido por US$ 4 milhões, valor equivalente a R$ 20 milhões em uma conversão simples, sem incidência de impostos ou demais taxas. Será que o português Cristiano Ronaldo, aficionado por esportivos, ou outros craques do futebol terão um Bugatti Bolide na garagem?