66% dos profissionais de TI criticam complexidade de ambientes no setor

Por Redação | 27 de Abril de 2016 às 22h45

A Ipswitch, empresa de soluções de gestão de TI de baixo custo, divulgou nesta quarta-feira (27) um estudo recente que mostra como as equipes de tecnologia da informação estão lidando com a complexidade cada vez maior de aplicativos e infraestrutura corporativos.

Batizado de "The Challenges of Controlling IT Complexity" (Os Desafios de Controlar a Complexidade de TI, na tradução livre), o estudo aponta que os entrevistados reconhecem que, atualmente, os ambientes de TI são muito complexos, fator que torna cada vez mais difícil a realização de suas atividades. Em geral, as equipes de TI se sentem sob o risco de perder o controle dos ambientes corporativos, especialmente diante das atuais exigências geradas por novos dispositivos, tecnologias e requisitos de desempenho.

De acordo com o relatório, 66% dos participantes acreditam que a crescente complexidade dos ambientes de TI dificulta a chance de os colaboradores obterem sucesso em suas atividades. Outros 88% querem ferramentas para gerenciamento de TI que ofereçam mais flexibilidade de monitoramento e menos restrições. E mais da metade dos entrevistados (54%) disse que os atuais modelos de licenciamento de software são caros, rígidos e complicados.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Entre os desafios de gerenciamento que mais preocupam as equipes de TI estão: equipamentos móveis e redes sem fio (55%), aplicações em nuvem (50%) e aplicações em banda larga, como vídeo ou streaming (41%).

Além disso, cerca de 44% das equipes de TI não estão monitorando tudo o que gostariam em suas redes, ou não sabem se estão. Como resultado disso, as equipes de profissionais de TI têm gastado tempo demais entre uma ferramenta e outra, na tentativa de obter uma visão mais acurada do desempenho da respectiva infraestrutura e seus aplicativos.

Mesmo com todas estas ferramentas, as equipes de TI reconhecem que não estão monitorando tudo o que gostariam para garantir o controle do ambiente. As maiores razões para isso são: orçamento (28%), falta de pessoal (18%) e complexidade do ambiente (15%). Finalmente, 4% dos respondentes disseram que os modelos de licenciamento dos softwares de gerenciamento são caros, rígidos e complicados de lidar.

Por outro lado, aqueles que disseram estar monitorando e gerenciando os sistemas utilizados em suas organizações estão usando várias e diferentes ferramentas para checar suas redes.

"Com a pressão trazida por esta complexidade cada vez maior, as equipes de TI estão procurando por ferramentas de gerenciamento que permitam controlar com segurança seus ambientes e garantir operações e desempenho 24 horas por dia, sete dias por semana", disse Jeff Loeb, CMO da Ipswich. "As equipes modernas precisam de soluções de gerenciamento fáceis de testar, adquirir e utilizar, e que sejam flexíveis e acessíveis", completou.

O relatório completo da Ipswitch está disponível neste link (em inglês). A pesquisa foi realizada entre março e abril de 2016 e abordou o atual estágio do monitoramento e gerenciamento das redes de organizações de todo o mundo pela percepção de mais de 1,3 mil tomadores de decisão da área de TI.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.