Vendas da Black Friday 2020 crescem 25% em relação à edição do ano passado

Vendas da Black Friday 2020 crescem 25% em relação à edição do ano passado

Por Rui Maciel | 28 de Novembro de 2020 às 17h00
Pixabay/un-perfect

Os dois dias da Black Friday 2020 (26 e 27 de novembro) fecharam com vendas totais de R$ 4,02 bilhões no e-commerce, informou neste sábado (28) a consultoria Ebit|Nielsen, especializada em análises do mercado varejista. Segundo a companhia, esse número representa um crescimento de 25,1% em relação ao ano passado.

O levantamento aponta que foram mais de seis milhões de pedidos gerados, 15,5% superior a 2019, e um ticket médio de R$ 652, 8,3% maior do que o período anterior. Apenas na sexta-feira, o faturamento ficou em R$ 3,1 bilhões (+24,8%), impulsionado por 4,6 milhões de pedidos (+15,7%) e um ticket médio de R$ 679 (+7,8%) --todas as comparações com o mesmo dia do ano passado.

"Esquentas" devem ganhar força nos próximos anos

A Ebit/Nielsen avaliou que a Black Friday 2020 mostrou um novo comportamento tanto do consumidor, quanto das empresas. Segundo Julia Avila, líder de Ebit|Nielsen, as ações de "esquenta" para a data deste ano ganhou muita relevância. "O e-commerce e as pessoas utilizaram todo o período de novembro para encontrar bons preços e fechar bons negócios", afirmou a executiva. "Isso mostra que um esquenta Black Friday mais forte é uma tendência para os próximos anos", previu.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Para se ter uma força de todo o período, entre 19 a 27 de novembro, o faturamento foi de R$ 6 bilhões, 30,1% a mais que as vendas de 2019, quando o valor registrado foi de R$ 4,6 bilhões. Nesses dias, incluindo o esquenta, foram gerados 10,63 milhões de pedidos, quase 20% superior a 2019.

"A pandemia fez os consumidores terem um comportamento diferente", explicou Avila. "As compras ficaram diluídas e o comércio eletrônico soube aproveitar o momento e fisgá-los com descontos, oportunidades e atratividades",

Na avaliação da Ebit|Nielsen, vendas concentradas apenas em um ou dois dias faz o varejo perder dinamismo porque precisa mobilizar mais infraestrutura e funcionários em um período curto de tempo. "Com períodos maiores de tempo, o comércio se torna mais rentável e pode repassar melhores descontos nos preços", analisou a executiva. "Todos lucram no fim do dia".

Black Friday 12 meses por ano

Em um contexto de lojas físicas fechadas e isolamento social, o e-commerce registrou a sua maior alta histórica em 2020, com picos de crescimento nas datas sazonais, como Dia das Mães e dos Namorados. O mesmo se reflete nas buscas no Google. Em 2019, a semana da Black Friday foi o pico de buscas no Google para 72% das macro categorias do varejo. Neste ano, entre os dias 26 de agosto e 22 de setembro, 19 das 29 categorias analisadas pelo Google já registraram um volume de buscas que supera a Black Friday de 2019. Esse crescimento se divide em três tendências:

Outros produtos tradicionais da temporada de compras, como TV e Vídeo, Telefonia e Eletrodomésticos, estão num patamar de buscas muito acima do registrado antes da pandemia, ainda que abaixo do pico da Black Friday de 2019;
Categorias como Móveis e Decoração, que anualmente registrava o pico histórico de buscas no Google durante a Black Friday, se encontram num patamar acima - 22% e 51% respectivamente - do registrado na última edição do evento;
Alimentos e Bebidas, que não registravam picos durante a Black Friday, estão hoje num novo patamar de buscas, 40% e 23% respectivamente acima da Black Friday de 2019.

É possível aproveitar também os descontos da Cyber Monday

Criado em 2005 nos EUA, a Cyber Monday acontece na primeira segunda-feira após o Dia de Ação de Graças (comemorado na América do Norte), sendo que, nesse ano, a ação se dará no próximo dia 30 de novembro. Ela também costuma trazer descontos agressivos - de até 80% - em diversos produtos e suas vendas são feitas exclusivamente online, com as ações de marketing acontecendo apenas nessa modalidade.

Inicialmente, os principais produtos ofertados eram voltados para o seguimento de eletroeletrônicos, como celulares, notebooks, eletrodomésticos, consoles, games, periféricos de computador e muito mais. No entanto, com o passar do tempo ela passou a abranger novas categorias como brinquedos, moda e acessórios.

E se você está procurando pelas melhores ofertas para aproveitar suas compras na Cyber Monday, o Canaltech é o lugar certo. Você pode acessar o site ou a extensão do Canaltech Ofertas (Web | Chrome Web Store) para comparar o histórico de preços dos produtos pesquisados e descobrir diferentes ofertas na internet. Além disso, nossa equipe promoverá uma live especial para a data na próxima segunda-feira (30), onde traremos os melhores descontos para aqueles itens que você está de olho já há algum tempo. Ela será transmitida em nosso canal no YouTube. Fique ligado!

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.