Boeing que caiu de bico na China foi derrubado de propósito, diz jornal

Boeing que caiu de bico na China foi derrubado de propósito, diz jornal

Por Paulo Amaral | Editado por Jones Oliveira | 17 de Maio de 2022 às 17h47
Bye Angel/Flickr/CC

O acidente com o Boeing 737-800 da China Eastern Airlines que vitimou todos os 132 ocupantes que estavam a bordo, em março, intrigou os especialistas, e não foi à toa. Eles não encontraram uma explicação lógica para o tipo de queda do avião, de bico, e em linha reta. Até agora, pelo menos, quando evidências passaram a apontar para um evento não-acidental.

Segundo um relatório de autoridades dos Estados Unidos, baseado em dados oficiais retirados das caixas pretas do Boeing, a tragédia não foi um acidente. O jornal Wall Street Journal teve acesso ao conteúdo da investigação e revelou que tudo aponta para uma ação proposital de alguém que estava dentro do cockpit.

“O Boeing 737-800 estava viajando em grande altitude quando de repente iniciou uma descida quase vertical, caindo em uma montanha em velocidade extrema. Dados de uma caixa preta recuperada no acidente sugerem que as entradas nos controles empurraram o avião para o mergulho fatal. O avião fez o que foi mandado por alguém na cabine”, disseram as fontes ouvidas pelo WSJ.

Diante dos novos fatos que surgiram, a hipótese de algum membro da tripulação estar diretamente envolvido com a queda e com a morte das 132 pessoas mudou o foco das investigações. Agora, o histórico dos pilotos e dos outros membros será estudado a fundo, assim como a possibilidade de alguém de fora ter invadido a cabine e forçado o mergulho do avião para a morte.

Ações da Boeing sobem

A possibilidade de não ter havido qualquer falha técnica no avião, como já haviam alertado os especialistas pouco depois do fatídico acidente, fez com que as ações da Boeing se recuperassem e voltassem a subir na Bolsa de Valores dos Estados Unidos.

Ainda não há, no entanto, um prazo final para que as investigações das autoridades estadunidenses cheguem a um fim e esclareçam, de uma vez por todas, o porquê de o Boeing 737-800 da China Eastern Airlines ter mergulhado em um ângulo de 90 graus até o solo. O conteúdo segue em Washington, capital dos Estados Unidos, para análise.

Fonte: Wall Street Journal

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.