Especialistas não veem explicação para Boeing ter caído "de bico" na China

Especialistas não veem explicação para Boeing ter caído "de bico" na China

Por Paulo Amaral | Editado por Jones Oliveira | 22 de Março de 2022 às 13h33
Bye Angel/Flickr/CC

O acidente com o Boeing 737-800 da China Eastern Airlines, que vitimou todos os 132 ocupantes que estavam a bordo na manhã de segunda-feira (21), deixou os especialistas incrédulos.

O modo como a queda aconteceu, com o avião mergulhando “de bico”, em um ângulo quase perfeito de 90 graus, por 8.870 metros, não pode ser explicada nem pelo CEO da Boeing, Dave Calhoun, nem por especialistas ouvidos pela agência Reuters e pelo Aerotime.

“Esse tipo de perfil de descida é muito estranho. Pouquíssimas falhas causariam uma descida desse tipo”, admitiu Calhoun.

Li Xiaojin, especialista em aviação, endossou as palavras do executivo da empresa ao ser questionado sobre o que poderia ter acontecido para causar a queda abrupta e em linha reta do Boeing 737-800. “É muito difícil entender o que aconteceu, porque normalmente o avião está em piloto automático na fase de cruzeiro".

Especialista viu “tentativa de reversão” da queda

Michel Treskin, piloto aposentado entrevistado pelo Aerotime, também não encontrou uma explicação plausível para o acidente que matou 132 pessoas. Ele, no entanto, se atentou para um detalhe que passou despercebido aos olhares dos demais.

Segundo ele, durante um breve momento do “mergulho da morte”, como vem sendo chamado o fatídico acidente, foi possível ver a aeronave subindo levemente, como se tentasse reverter a queda.

“Essa recuperação mostra que houve algum controle sobre a aeronave. Parece que alguém tentou tirar a aeronave do mergulho”, opinou.

Outros casos semelhantes

Antes do voo MU5735, outros dois aviões haviam sofrido acidentes fatais da mesma forma, mergulhando "de bico" até atingir o solo. Em relação ao voo 447 da Air France, que ia do Rio de Janeiro para Paris, em 2009, a explicação oficial foi que ocorreu uma pane.

Antes, em 1997, um outro Boeing, modelo 737-300, da Silk Airlines mergulhou de nariz em um pântano e vitimou 104 pessoas. No caso em questão, as investigações apontaram para uma atitude deliberada do piloto, que jogou o Boeing propositalmente contra o solo.

O mistério envolvendo o Boeing 737-800 da companhia aérea chinesa, no entanto, pelo jeito só terá fim quando as caixas pretas do avião forem recuperadas e analisadas pelas autoridades que estão investigando o acidente fatal.

Fonte: Revista Forum

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.