Antonov An-225 | Ucrânia vai recriar maior avião do mundo

Antonov An-225 | Ucrânia vai recriar maior avião do mundo

Por Felipe Ribeiro | Editado por Jones Oliveira | 30 de Maio de 2022 às 16h00
Artur Voznenko/Unsplash

A Ucrânia confirmou que vai recriar o maior avião do mundo, o cargueiro Antonov An-225, destruído em fevereiro após o início da invasão russa no país. Segundo o presidente Volodymyr Zelensky, a nova versão da aeronave será uma homenagem aos pilotos mortos no confronto, que já dura mais de três meses.

Ao participar de uma reunião online com estudantes ucranianos, o presidente revelou que há uma segunda versão inacabada do Antonov, que teve sua construção abandonada em 1994 devido à falta de recursos. Zelensky afirma que, para recomeçar os trabalhos com o avião existente, seria necessária a quantia de US$ 800 milhões.

Entretanto, especialistas afirmam que o ideal seria fazer um modelo do zero. Caso Zelensky faça mesmo questão de fazer essa homenagem aos pilotos e ao país, terá que desembolsar cerca de US$ 3 bilhões, já que o Antonov tem dimensões realmente impressionantes, além da necessidade de muitos equipamentos próprios.

O Antonov em ação (Imagem: Divulgação/Antonov Company)

Com 84 metros de comprimento, 88m de envergadura e capacidade de carga até 250 toneladas ou 1.500 pessoas, o Antonov estava parado na cidade de Mariupol há um bom tempo. O custo operacional dele hoje fica na casa dos US$ 30 mil por hora.

Apelidado de Mriya ("sonho", em ucraniano), o maior avião do mundo era detentor de vários recordes operacionais, como carga útil e alcance. Recentemente, Zelensky chegou a dizer que cobraria cada centavo da Rússia para a reconstrução do cargueiro.

Custos para reconstruir o Antonov são proporcionais ao seu tamanho (Imagem: Reprodução/Oleg V. Belyakov - AirTeamImages)

A Antonov, empresa estatal ucraniana responsável pelo avião, trabalha arrecadando fundos em uma espécie de vaquinha para ajudar na fabricação de um novo exemplar da aeronave. Caso confirmado o renascimento do An-225, ele deve ocorrer somente após a guerra.

Fonte: Robb Report

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.