YouTube quer explorar NFTs em 2022

YouTube quer explorar NFTs em 2022

Por Igor Almenara | Editado por Douglas Ciriaco | 26 de Janeiro de 2022 às 08h39
SAM-RIZ44/Unsplash

O YouTube avalia como criadores de conteúdo podem se beneficiar com os NFTs (Tokens Não Fungíveis) na plataforma. A CEO da empresa Susan Wojcicki esclareceu que os colecionáveis digitais estão entre as prioridades do site para 2022, mas sem dar informações sobre como o formato seria explorado.

Na verdade, o YouTube estuda como a Web3 como um todo pode ser aproveitada na plataforma de streaming. “O ano passado no mundo das criptomoedas, NFTs e até organizações autônomas descentralizadas (DAOs) destacou oportunidades antes inimagináveis para aprimorar a conexão entre criadores de seus fãs”, comenta a CEO na carta.

O YouTube ainda não detalhou como explorará NFTs, mas novidades não devem demorar para aparecer (Imagem: Christian Wiediger/Unsplash)

Por agora, o YouTube não divulgou nenhum detalhe sobre seus planos com as tecnologias mais recentes, mas dá para ter uma ideia de como a plataforma poderia surfar nessa onda e aproximar criadores ao público.

A primeira das opções — e uma das mais previsíveis — seria a venda de NFTs integrada aos vídeos, como acontece com produtos promocionais. Cada produção publicada no YouTube poderia contar com um catálogo de Tokens Não Fungíveis para venda de colecionáveis digitais, como figurinhas, thumbnails, fotos ou outros itens retirados do vídeo.

O YouTube é mais uma plataforma interessada em aproveitar a febre das NFTs. Recentemente, o Twitter permitiu inserir as figuras de blockchain como fotos de perfil, e o Instagram e o Facebook também desenvolvem ferramentas para aproveitar a tecnologia.

YouTube de olho em podcasts

Na mesma carta, a CEO do YouTube também mencionou interesse em podcasts. A plataforma quer permitir que o formato gere renda para criadores de conteúdo e que essa receita alcance mais pessoas. “À medida que o consumo de podcast continua crescendo, esperamos que ele seja parte integrante da economia do criador”, disse.

Enquanto anúncios oficiais acerca do uso de NFT não são divulgadas, resta aguardar por novidades do Google. Considerando que a implementação de ferramentas para suporte à NFT acontece com agilidade, não deve demorar até o YouTube ao menos descrever os recursos que planeja acerca da tecnologia.

Fonte: YouTube  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.