Uber vai exigir RG de quem paga em dinheiro e gravar áudios das corridas

Por Diego Sousa | 03 de Setembro de 2020 às 12h56
Charles Deluvio/Unsplash
Tudo sobre

Uber

Saiba tudo sobre Uber

Ver mais

A Uber anunciou nesta quinta-feira (3), durante o evento Uber Destino 2020, uma série de ferramentas e iniciativas para garantir a segurança de usuários e motoristas/entregadores parceiros do Uber e do Uber Eats. As novas versões dos recursos U-Áudio e U-Ajuda, lançados em novembro do ano passado, também estarão disponíveis no aplicativo a partir das próximas semanas.

Gravação de áudio durante a viagem

Apresentado no Brasil em fevereiro deste ano em cinco cidades, o U-Áudio estará disponível para todos os usuários e motoristas parceiros de todo o Brasil nas próximas semanas. A ferramenta permite que sejam gravados áudios durante as viagens que podem ser usados para reportar à Uber qualquer ação desconfortável durante a corrida, tanto por parte do passageiro quanto do motorista.

Ferramenta permitirá gravar o áudio das viagens e compartilhar com a Uber (Foto: Divulgação/Uber)

Quando a viagem se encerra ou por meio do histórico de viagens, ambos os envolvidos terão a opção de enviar o arquivo sonoro junto de um relato do incidente à Uber para que sejam tomadas as medidas cabíveis. Segundo a empresa, o áudio permanece criptografado e armazenado diretamente no celular de quem fez a gravação e a equipe de segurança da Uber só terá acesso ao item caso ele seja anexado como parte do relato.

Além da possibilidade de ajudar a Uber em casos internos, o arquivo poderá ser usado para ajudar em investigações ou ser compartilhado com as autoridades, sempre de acordo com o devido processo legal, garante a companhia.

Checagem de documentos

Outra ferramenta anunciada com a promessa de dar mais segurança aos motoristas é a checagem de identidade para quem paga corridas em dinheiro vivo. Ao solicitar uma viagem usando esse tipo de pagamento, o app solicitará que o usuário envie uma foto do documento para verificação de identidade de acordo com o cadastro realizado anteriormente pelo usuário.

Vale lembrar que a Uber já possui um sistema rigoroso de checagem de documentos para motoristas com o intuito de dar mais segurança aos clientes e agora a mesma iniciativa é adotada para proteger quem guia pela plataforma. O recurso estará disponível em algumas cidades do Brasil a partir das próximas semanas, garante a empresa.

U-Ajuda 2.0

Também anunciada em novembro do ano passado e disponível no Brasil desde janeiro deste ano, a ferramenta U-Ajuda chegou à segunda geração e agora consegue identificar quando uma viagem é finalizada antes do destino indicado no aplicativo. Caso isso seja detectado, a plataforma perguntará tanto ao motorista quanto ao usuário se está tudo bem e disponibilizará opções como solicitar outra viagem ou ligar para as autoridades.

Checagem de máscaras para usuários

A Uber também reforçou durante o evento que passará a verificar o uso de máscaras por parte dos passageiros. A função foi anunciada nesta última terça-feira (3) no Canadá e nos EUA e deve chegar à América Latina nos próximos meses.

Usuários também terão que confirmar o uso de máscaras antes da viagem (Foto: Divulgação/Uber)

Obrigatória para os motoristas desde maio deste ano, o uso da máscara será solicitado por meio de uma selfie para comprovar o uso da máscara. Tal verificação também pode ocorrer por solicitação de um motorista do aplicativo.

Auxílio a mulheres vítimas de violência doméstica

Lançada no final de abril no Brasil, a ferramenta que auxilia mulheres vítimas de violência doméstica por meio do WhatsApp será estendida para mais cidades até o final deste ano. Em apenas quatro meses, a ferramenta já ajudou mais de 3.300 mulheres que sofreram algum tipo de violência doméstica, conta a Uber.

Interface familiarizada foi criada para não chamar atenção do agressor (Foto: Divulgação/Uber)

A ferramenta é uma parceria da empresa com o Instituto Avon e a agência de publicidade americana Wieden+Kennedy e consiste em uma assistente virtual dentro do WhatsApp que pode ser acionada pelo número (11) 94494-2415 por mulheres que estiverem se sentindo ameaçadas em casa.

Caso seja necessário buscar algum hospital, unidade de saúde, delegacia ou centro de atendimento que presta serviço de assistência social, psicológica e jurídica às mulheres em situação de violência, a vítima receberá um código promocional para solicitar uma viagem gratuita no aplicativo da Uber.

Novidades para o Uber Eats

Além do aplicativo de viagens, a empresa também anunciou novidades para o Uber Eats. A partir das próximas semanas, restaurantes parceiros da plataforma terão à disposição uma espécie de aviso de transparência sobre as práticas de segurança e higiene que são tomadas pelos estabelecimentos.

Já em relação aos entregadores parceiros, o Uber Eats disponibilizará, em setembro, um material educativo com foco na prevenção de acidentes. Segundo a Uber, o material é fruto de parcerias com instituições especializadas em segurança viária e tem como objetivo dar mais informações aos entregadores para evitar acidentes.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.