Usuários e motoristas da Uber poderão gravar conversas durante corridas

Por Diego Sousa | 10 de Fevereiro de 2020 às 21h00
Reprodução
Tudo sobre

Uber

Saiba tudo sobre Uber

Ver mais

U-áudio. Este é o nome do recurso lançado nesta segunda-feira (10) pela Uber que permitirá que sejam gravados áudios durante as viagens dentro da plataforma. A partir daí, o arquivo pode ser usado para reportar à empresa qualquer acontecimento em que tenham se sentido desconfortáveis, tanto o passageiro, quanto o motorista. Inicialmente, a ferramenta estará disponível em cinco cidades brasileiras: Salvador, Campo Grande, São Luís, Sorocaba e Uberlândia. O objetivo da funcionalidade é dar mais segurança aos envolvidos nas corridas.

Como funcionará o U-áudio

Apresentado durante o Uber Destino, evento realizado em novembro do ano passado, o U-áudio poderá ser acessado por meio do app, disponível para Android e iPhone (iOS). Quando a viagem se encerra ou por meio do histórico de viagens, tanto o usuário quanto o motorista terão a opção de relatar um incidente que possa comprometer a segurança de ambos e anexar o arquivo de gravação de áudio em apenas alguns toques.

Foto: Reprodução/Acritica

Segundo a Uber, o áudio permanece criptografado e armazenado diretamente no celular de quem fez a gravação. Além disso, a empresa só poderá acessá-lo se o motorista ou passageiro escolherem compartilhar o arquivo como parte do relato. A companhia reforça que o U-áudio é uma implementação importante para ajudar a entender melhor os incidentes e tomar as medidas apropriadas.

Em algumas situações, uma gravação pode ser utilizada para apoiar a equipe de atendimento na decisão de desativação da conta do motorista ou do usuário, de acordo com o Código de Conduta da Uber. Durante o programa piloto, a ferramenta está sendo configurada para apagar os arquivos de áudio automaticamente após uma semana.

Todos os usuários e motoristas receberão um aviso informando que o recurso está disponível e que eles podem estar sujeitos à gravação de áudio. Somente a Uber tem a chave para descriptografar o arquivo e isto somente pode ser feito após a denúncia, com o envio do arquivo sonoro. A gravação não pode ser ouvida no dispositivo do usuário ou motorista, nem compartilhada com terceiros, apenas com a Uber.

Foto: Reprodução/Acritica

"Tornar as viagens realizadas pela plataforma mais seguras é prioridade da empresa. O U-Áudio é um recurso extra para nos ajudar a entender o que ocorreu durante uma viagem em que algo deu errado. Queremos tomar as medidas apropriadas e esse arquivo pode ajudar nossos agentes de suporte neste processo. É importante destacar que só conseguimos ouvir o conteúdo quando o usuário ou o motorista nos enviam. O arquivo de áudio permanece criptografado no dispositivo e o usuário pode compartilhá-lo sempre que quiser", disse Marcello Azambuja, Diretor da Uber Tech Center no Brasil

Além da possibilidade de ajudar a Uber em casos internos, o arquivo poderá ser usado para ajudar em investigações ou ser compartilhado com as autoridades, de acordo com o devido processo legal.

Outros recursos anunciados pela Uber para 2020

Com a implementação do U-áudio, a Uber aumenta o número de recursos para aumentar a segurança dos usuários e motoristas parceiros. A ferramenta se junta ao:

  • U-ajuda: introduzido em janeiro deste ano, ele identifica eventos imprevistos durante uma corrida e pode iniciar recursos de checagem de segurança para averiguar se está tudo em ordem com motorista e passageiro;
  • U-código: uma senha que é mostrada no app do usuário e precisa ser fornecida por ele ao motorista para que este último possa iniciar a viagem no aplicativo — confirmando assim que tanto um quanto o outro estão na viagem correta;
U-código (Foto: Uber)
  • U-Selfie: Além da selfie que os motoristas parceiros já fazem de tempos em tempos para ficar online, o recurso para verificação de identidade do motorista em tempo real passa a solicitar que alguns movimentos sejam realizados - como piscar, sorrir, virar o rosto. Isso trará mais uma camada de segurança e permitirá verificar que o condutor é aquele que se cadastrou no aplicativo;
  • Verificação de documentos: usuários que não adicionarem meios de pagamento digitais no cadastro ou antes de realizar uma viagem serão solicitados a submeter um documento de identificação, que terá dados e autenticidade verificados. O recurso chega ao Brasil ainda esse ano;
  • Relato de problemas durante a viagem: permite ao usuário denunciar um problema ainda durante o trajeto da viagem, tal como direção imprudente. Depois da viagem encerrada, ele receberá contato do time de suporte para mais informações e encaminhamento da reclamação. Caso o usuário e o motorista parceiro se avaliem com uma estrela, eles não farão mais viagens juntos na plataforma da Uber.

Fonte: Uber

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.