TikTok copia recursos de Instagram, Twitch e YouTube para melhorar suas lives

TikTok copia recursos de Instagram, Twitch e YouTube para melhorar suas lives

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 27 de Julho de 2021 às 14h42
Alveni Lisboa/Canaltech

As transmissões ao vivo são a razão do sucesso de plataformas como a Twitch, Instagram e similares, o que levou o Facebook e o YouTube a investirem nesse modelo. O TikTok sempre teve uma pegada voltada para vídeos curtos e gravados, mas também não quis ficar de fora da brincadeira. O formato é até bastante usado na rede social chinesa, mas estava longe de ser unanimidade.

A plataforma pretende trazer alguns recursos bacanas para deixar a experiência mais amigável para quem realiza a transmissão e para o público. O chamado “Eventos LIVE” já existe e tem como trunfo o fato de aparecer na guia “Para você”, o que garante a descoberta pelos espectadores. Além disso, deve permitir o agendamento antecipado das transmissões (como no YouTube) para ofertar melhor organização.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O “Live Together” desembarca agora como um dueto em transmissões ao vivo, com a reunião de dois perfis para trocar ideias, cantar, dançar, fazer graça ou o que mais a criatividade permitir — recurso semelhante ao que já existe no Instagram. A vantagem é aumentar as interações e o alcance, afinal os seguidores de ambos serão notificados.

Outra adição para as lives são as enquetes em tempo real. Os anfitriões poderão fazer perguntas para seus seguidores e as pessoas vão responder com um toque simples na tela — função semelhante a algo que já existe na Twitch. Essa novidade deve gerar mais interação e ajudar até na tomada de decisão sobre que tipo de conteúdo o usuário deseja ver.

No intuito de dar ênfase para os influenciadores meteóricos do TikTok, o aplicativo deve oferecer mais possibilidades de encontrar e sintonizar os vídeos ao vivo nas guias “Para Você” e “Seguindo”. Categorias serão criadas para facilitar a busca por filtros que você seja encontrar, como jogos, talentos, moda, cotidiano e outros assuntos.

Mods e gestores de canais

Quando uma live fica cheia demais, as coisas podem sair do controle, com pessoas tóxicas, xingamentos e atitudes negativas. O criador de conteúdo nem sempre vai conseguir parar o que está fazendo para dar atenção a esse tipo de comportamento. É para isso que existem os Mods na Twitch, por exemplo, função exportada para o TikTok.

As transmissões poderão contar com pessoas de confiança para gerenciar as coisas. É só tocar em "Configurações", no lado direito da tela, e conceder poderes para o moderador silenciar usuários ou bloqueá-los em definitivo.

Essas pessoas também poderão implementar filtros de palavras-chave para ter menos trabalho. Palavrões, xingamentos, termos racistas ou discurso de ódio poderão ser evitados com o apoio dessa novidade — é possível configurar até 200 delas.

Por enquanto ainda não dá para excluir comentários ou silenciar pessoas temporariamente, mas esta é uma promessa de adição breve do TikTok.

Só para maiores (ou quase)

Com tanta exposição, é natural que a pessoa tenha consciência e responsabilidade sobre seus atos online. As lives serão abertas apenas para usuários com 16 anos ou mais e proibirá certas medidas para evitar problemas legais, como envio de presentes em troca de algo, comportamentos fraudulentos ou tentativa de aplicação de golpe.

Pelo que parece, até o momento, a ideia do TikTok é apenas incentivar a estadia na sua plataforma com as lives. Monetização e ganhos secundários, coisas os aplicativos rivais já possuem, ainda não estão nos planos da companhia, cujo público é constituído, em sua maioria, por adolescentes e jovens.

O fato é que as ferramentas de lives deve tornar a experiência mais profissionalizada e isso pode atrair interessados. Se vai bombar ou não, só os usuários vão dizer. O que você acha? Deixe sua opinião nos comentários.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.