Telegram Premium? Versão paga do app começa a ser testada

Telegram Premium? Versão paga do app começa a ser testada

Por Igor Almenara | Editado por Douglas Ciriaco | 02 de Maio de 2022 às 10h43
Unsplash/Dima Solomin

O Telegram experimenta uma nova assinatura opcional que garante acesso a recursos exclusivos do app. Em mais uma tentativa de monetizar o mensageiro, o pacote pago chamado “Telegram Premium” ofereceria vantagens para os assinantes, como a capacidade de utilizar figurinhas exclusivas, mas a versão paga ainda carece de mais detalhes.

Preço e outras vantagens que o plano pode oferecer, por exemplo, seguem um mistério. Até agora, a plataforma não apresentou o recurso formalmente, o que deve fazer antes de disponibilizá-lo de forma mais ampla para testadores.

O Telegram Premium garante acesso a figurinhas e reações exclusivas (Imagem: Reprodução/Telegram Beta)

Além de serem os únicos que podem enviar figurinhas e reações exclusivas, somente usuários pagantes poderão vê-las. No lugar dos stickers, contas gratuitas do Telegram virão um aviso de que a imagem só é exibida para assinantes.

Se a empresa for econômica quanto às vantagens pontuais para assinantes, o Telegram Premium pode ficar parecido com o Discord Nitro. O maior apelo do pacote pago da plataforma para gamers está em cosméticos — amplo acesso a figurinhas, mais possibilidades de personalização de perfil e por aí vai. No geral, boa parte das funções do mensageiro continuam acessíveis para contas gratuitas.

Figurinhas exclusivas para assinantes também só poderão ser vistas por assinantes (Imagem: Reprodução/Telegram Beta)

Difícil de fazer dinheiro

Embora o Telegram seja um aplicativo promissor e um dos principais mensageiros do mundo, a missão de monetizá-lo é extremamente complexa. Uma vez que a utilização é gratuita, mas a discrição é um dos principais produtos da plataforma, é delicado trabalhar com a distribuição de anúncios, uma das formas mais tradicionais de capitalizar serviços online disponibilizados gratuitamente.

Uma adição recente que permitirá tirar ao menos “alguns trocados” será a distribuição de publicidade por canais públicos. Em comunidades abertas que aceitarem participar do programa, o Telegram encaminhará “mensagens patrocinadas” baseadas no contexto em discussão, assim podendo alcançar usuários com interesse naquele produto ou serviço, mas sem recorrer ao monitoramento individual.

Sem previsão de lançamento

Uma assinatura opcional, portanto, seria a segunda opção possível para tirar dinheiro da plataforma. Desde que o Telegram não restrinja nenhuma funcionalidade conhecida do aplicativo — como a criação de canais e o acesso a transmissões ao vivo, por exemplo —, ele não deve desagradar ninguém com essa adição. Porém, enquanto detalhes ainda não são divulgados, a futura recepção desse modelo segue incerta.

Por enquanto, não há informações quanto ao lançamento do Telegram Premium. Resta aguardar até que a plataforma divulgue a novidade.

Fonte: Telegram Beta

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.